Ciência & Saúde Coletiva – Fevereiro de 2020

Cuidado. | Foto: Reprodução da Internet

O cuidado pertence à essência do humano e de tudo o que existe e vive.

Tal verdade foi expressa exemplarmente pelo famoso mito do cuidado que nos vem da tradição romana (do escravo Higino, fábula nº 220). Esse mito constitui o núcleo central da obra maior de Martin Heidegger Ser e Tempo. Aí aparece claro que não é o espírito, a liberdade ou a criatividade que constituem a essência do ser humano. Essa essência reside no cuidado, aquela condição prévia que precisa ocorrer para que qualquer ser, mas especialmente o ser humano, possa irromper na existência. Foi pelo infinito cuidado de nossas mães que nós, sem nenhum órgão especializado, conseguimos viver e sobreviver. Deixados no berço, não saberíamos procurar o alimento necessário e morreríamos2.

Tudo o que fazemos vem, pois, acompanhado de cuidado. Tudo o que amamos também cuidamos. Tudo o que cuidamos também amamos. O cuidado é tão essencial que é por todos compreendido. Porque todos o experimentamos a cada momento seja ao andar na rua, seja dirigindo o carro e seja na relação para com os doentes confiados ao corpo médico.

Três sentidos básicos são expressos pelo cuidado. Ele significa, primeiramente, uma relação amorosa, suave, amigável e protetora para com os enfermos. Num sentido mais amplo, o cuidado é visto como um novo paradigma. Ele se confronta com o paradigma da modernidade que reside na vontade de poder como dominação, como uma mão que agarra e se apropria. Contrariamente, o cuidado é a mão que acaricia e acolhe.

Em segundo lugar, o cuidado é todo tipo de envolvimento que possuímos com os doentes face aos quais, de certa forma, devotamos empatia e vontade de curar.

Vera Regina Waldow, uma enfermeira que soube unir uma vasta experiência com uma segura reflexão teórica escreveu: “Os objetivos de cuidar envolvem, entre outros, aliviar, confortar, ajudar, favorecer, promover, restabelecer, restaurar, dar, fazer. O cuidado mesmo na ausência de alguma enfermidade e no cotidiano dos seres humanos, é também imprescindível, tanto como uma forma de viver como de se relacionar”(p.89).

Uma terceira dimensão do cuidado é a que liga os seres humanos ao planeta Terra. A partir da visão dos astronautas que puderam ver a Terra de fora da Terra, ficou claro que Terra e Humanidade formam uma única entidade, como um todo vivo e orgânico. A Terra é viva. Nós somos aquele momento de sua alta complexidade que começou a sentir, a pensar, a amar e a cuidar. Somos Terra, pois homem (ser humano) vem de húmus, terra fértil e fecunda. Há uma relação tão estreita entre nós e a Mãe Terra que se nós a fazemos adoecer, superexplorando-a, nós mesmos adoecemos. E quando adoecemos, afetamos também a saúde da Terra. Há, pois, uma comunidade de destino comum entre nós e a Terra.

Unindo os três sentidos aqui aportados, podemos dizer que a atividade médica e de todos os profissionais de saúde emerge também como uma atividade política e ecológica, de cuidado e salvaguarda da Terra e, com ela, das vidas humanas e de toda a comunidade de vida.

Eis que se levanta uma questão: quem cuida do cuidador? Como todos os seres humanos, os operadores da saúde estão sujeitos às limitações da condição humana, vigorosa e frágil, saudável e doentia, psicologicamente forte e débil. Eles também sentem a necessidade do cuidado. Quem cuida do cuidador? É uma equipe de médicos/as e enfermeiros/as que se articulam para dar suporte humano ao companheiro ou companheira sob estresse. Cuidar não é um ato, mas uma atitude permanente e, não raro, desgastante. Esse cuidado empático reanima a pessoa que volta a exercer o seu trabalho/missão com senso da ética do cuidado.

¹ Heidegger M. Ser e tempo. Petrópolis: Editora Vozes; 1989. 

² Boff L. Saber cuidar. Petrópolis: Editora Vozes; 1999.

³ Waldow VR. Cuidar: expressão humanizadora da enfermagem. Petrópolis: Editora Vozes; 2006. 

Acesse Ciência & Saúde Coletiva, edição 25.2– Fevereiro de 2020 no site da C&SC e na base SciELO

Editorial

O Cuidar e o ser cuidado na prática dos operadores de saúde – Leonardo Boff

Artigos temáticos

1. Potencialidades e fragilidades de implantação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares – Pedro Henrique Leonetti Habimorad; Fernanda Martin Catarucci; Vânia Hercília Talarico Bruno; Ivan Beteto da Silva; Violeta Campolina Fernandes; Marcelo Marcos Piva Demarzo; Regina Stella Spagnuolo; Karina Pavão Patricio

2. Perfil do gestor e práticas de gestão municipal no Sistema Único de Saúde (SUS) de acordo com porte populacional nos municípios do estado do Rio Grande do Sul-

Janete Madalena Arcari; André Phylippe Dantas Barros; Roger dos Santos Rosa; Renato De Marchi; Aline Blaya Martins

3. Navegando em águas raras: notas de uma pesquisa com famílias de crianças e adolescentes vivendo com doenças raras – Daniel de Souza Campos; Martha Cristina Nunes Moreira; Marcos Antonio Ferreira do Nascimento

4. Nas vias de interromper ou não a gestação: vivências de gestantes de fetos com anencefalia – Iulia Bicu Fernandes; Rozania Bicego Xavier; Paulo Alexandre de Souza São Bento; Andreza Rodrigues

5. Motherhood in early adolescence: a case-control study in Southern Brazil – Jorge Umberto Béria; Lígia Braun Schermann; Andréa Fachel Leal; Juliana Balbinot Hilgert; Airton Tetelbom Stein; Gehysa Guimarães Alves; Sheila Câmara; Lilian Palazzo

6. Fatores associados aos padrões alimentares no segundo semestre de vida – Carolina Abreu de Carvalho; Poliana Cristina de Almeida Fonseca; Luciana Neri Nobre; Mariane Alves Silva; Milene Cristine Pessoa; Andréia Queiroz Ribeiro; Silvia Eloiza Priore; Sylvia Franceschini

7. Transtornos psiquiátricos menores em familiares cuidadores de usuários de Centros de Atenção Psicossocial: prevalência e fatores associados – Carlos Alberto dos Santos Treichel; Vanda Maria da Rosa Jardim; Elaine Tomasi; Luciane Prado Kantorski; Michele Mandagará de Oliveira; Valéria Cristina Christello Coimbra

8. Elderly caregivers of other elderly living with and without children: burden, optimism and coping strategies – Nathalia Alves de Oliveira; Érica Nestor Souza; Bruna Moretti Luchesi; Tiago da Silva Alexandre; Keika Inouye; Sofia Cristina Iost Pavarini

9. Violência contra a mulher: o que acontece quando a Delegacia de Defesa da Mulher está fechada? – Dinair Ferreira Machado; Margareth Aparecida Santini de Almeida; Adriano Dias; João Marcos Bernardes; Elen Rose Lodeiro Castanheira

10. Attachment styles of People Living with HIV/AIDS – Odaleia de Oliveira Farias; Herta de Oliveira Alexandre; Ivana Cristina Vieira de Lima; Marli Teresinha Gimeniz Galvão; Robyne Hanley-Dafoe; Vanessa da Frota Santos

11. Estratégias metodológicas para elaboração de material educativo: em foco a promoção do desenvolvimento de prematuros – Rayla Amaral Lemos; Maria de La Ó Ramallo Veríssimo

12. Utilização de serviço de saúde bucal no pré-natal na atenção primária à saúde: dados do PMAQ-AB – Katiéli Fagundes Gonçalves; Jessye Melgarejo do Amaral Giordani; Augusto Bacelo Bidinotto; Alcindo Antônio Ferla; Aline Blaya Martins; Juliana Balbinot Hilgert

13. Integrality of care for hemodialysis patient in Brazil: an analysis of access to dental care – Bruna Mara Ruas; Lia Silva Castilho; Natália Cristina Ruy Carneiro; Natália Mendes de Matos Cardoso; Augusto Barbosa Reis; Maria Elisa Sousa e Silva; Ana Cristina Borges-Oliveira

14. Utilização de serviços de educação física por adultos e idosos no extremo sul do Brasil: estudo de base populacional – Manoela Maciel Oliz; Samuel Carvalho Dumith; Alan Goularte Knuth

15. Componentes do apoio matricial e cuidados colaborativos em saúde mental: uma revisão narrativa – Sonia Augusta Leitão Saraiva; Jorge Zepeda; Alberto Fernández Liria

Artigos de revisão

16. Análise do conceito síndrome congênita pelo Zika vírus – Gracimary Alves Teixeira; Dândara Nayara Azevêdo Dantas; Gleyce Any Freire de Lima Carvalho; Aylla Nauana da Silva; Ana Luísa Brandão de Carvalho Lira; Bertha Cruz Enders

17. Idosos vivendo com HIV – comportamento e conhecimento sobre sexualidade: revisão integrativa – Rosaline Bezerra Aguiar; Márcia Carréra Campos Leal; Ana Paula de Oliveira Marques; Kydja Milene Souza Torres; Maria Tereza Dantas Bezerra Tavares

18. Estoque e descarte de medicamentos no domicílio: uma revisão sistemática – Viviane Macedo Constantino; Brisa Maria Fregonesi; Karina Aparecida de Abreu Tonani; Guilherme Sgobbi Zagui; Ana Paula Contiero Toninato; Eliana Roldão dos Santos Nonose; Luciana Aparecida Fabriz; Susana Inés Segura-Muñoz

Artigo de opinião

19. Atenção à Crise em saúde mental: centralização e descentralização das práticas

Marcelo Kimati Dias; Sabrina Helena Ferigato; Amanda Dourado Souza Akahosi Fernandes

Artigos de temas livres

20. Fatores associados à demência em idosos – Camila de Souza dos Santos; Thaíssa Araujo de Bessa; André Junqueira Xavier

21. Consumo de frutas e verduras por adolescentes catarinenses ao longo de uma década – Jaqueline Aragoni da Silva; Kelly Samara da Silva; Mônica Costa Silva; Pablo Magno da Silveira; Giovâni Firpo Del Duca; Jucemar Benedet; Markus Vinicius Nahas

22. Physical violence inside female prisons in Brazil: prevalence and related factors Isabelle Silva Gama-Araujo; José Gomes Bezerra Filho; Ligia Kerr; Carl Kendall; Raimunda Hermelinda Maia Macena; Rosa Salani Mota; Marcelo Ferreira; Roberto da Justa Pires Neto

23. Análise espaço-temporal da mortalidade por suicídio no Rio Grande do Norte, Brasil, no período de 2000 a 2015 – Emelynne Gabrielly de Oliveira Santos; Isabelle Ribeiro Barbosa; Ana Kalliny Sousa Severo

24. Relationship between vestibular dysfunction and quality of life in climacteric women – Rafaella Silva dos Santos; Mayle Moreira de Andrade; Karyna Myrelly Oliveira Bezerra de Figueiredo Ribeiro; Rafaela Andrade do Nascimento; Mariana Carmen Apolinário Vieira; Saionara Maria Aires da Câmara; Álvaro Campos Cavalcanti Maciel

25. O uso de triangulação múltipla como estratégia de validação em um estudo qualitativo – Karine da Silva Santos; Mara Cristina Ribeiro; Danlyne Eduarda Ulisses de Queiroga; Ivisson Alexandre Pereira da Silva; Sonia Maria Soares Ferreira

26. Avaliação da armadilha ovitrampa iscada com atraente natural para o monitoramento de Aedes spp. em Dili, capital do Timor-Leste – Ermelindo Barreto (in memoriam); Marcelo Carvalho Resende; Alvaro Eduardo Eiras; Paulo Cezar Demarco Júnior

27. Dor de dentes e fatores associados entre adolescentes de um município de grande porte populacional no Nordeste brasileiro – Andreza Cristina de Lima Targino Massoni; Érika Porto; Luizy Raquel Barbosa Oliveira Ferreira; Monalisa da Nóbrega Cesarino Gomes; Ana Flávia Granville-Garcia; Sérgio D’Avila

28. Análise espacial da mortalidade por acidentes de motocicleta nos municípios do Brasil – Pedro Cisalpino Pinheiro; Bernardo Lanza Queiroz

29. Calidad de vida relacionada con la salud: exclusión de la subjetividad – Juan Pablo Lopera-Vásquez

30. Análise crítica do índice de qualidade da dieta revisado para a população brasileira (IQD-R): aplicação no ELSA-Brasil – Raphaela Kistenmacker Pires; Vivian Cristine Luft; Marina Campos Araújo; Daniel Bandoni; Maria del Carmen Molina; Dora Chor; Letícia de Oliveira Cardoso

31. Conocimiento y adhesión como factores asociados a los accidentes con agujas contaminadas con material biológico: Brasil y Colombia – Ehideé Isabel Gómez La-Rotta; Clerison Stelvio Garcia; Carlos Morales Pertuz; Isabella de Oliveira Campos Miquilin; Agnes Raquel Camisão; Danilo Donizetti Trevisan; Francisco Hideo Aoki; Heleno Rodrigues Correa-Filho

32. Conhecimento e atitude sobre a diatebes tipo 2 em idosos: estudo de base populacional – Alisson Padilha de Lima; Tânia Rosane Bertoldo Benedetti; Cassiano Ricardo Rech; Fabrício Bruno Cardoso; Marilene Rodrigues Portella

33. A postmodern perspective regarding older adults’ oral health – Alexandre Favero Bulgarelli; Fabiana Costa Machado Zacharias; Soraya Fernandes Mestriner; Ione Carvalho Pinto

34. Custos de produtividade entre pessoas envolvidas em acidentes de trânsito – Jefferson Paixão Cardoso; Eduardo Luiz Andrade Mota; Luciano Nery Ferreira; Polianna Alves Andrade Rios

35. Análise dos óbitos decorrentes de intoxicação ocorridos no Brasil de 2010 a 2015 com base no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) – Rosany Bochner; Marina Moreira Freire

Resenha

Bouter LM, Zielhuis GA, Zeegers MPA. Textbook of Epidemiology – Resenhado por Carla Jorge Machado; Isabela Colem Castelo Borges

Comments

comments

Deixe uma resposta