Ciência & Saúde Coletiva – Janeiro de 2020

Enfermeiro indígena aplica vacina em criança | Foto: Ministério da Saúde

Este número temático apresenta um estudo sobre a extensão, o lugar e o papel da enfermagem, considerando o enfermeiro e a enfermeira como profissionais imprescindíveis para o SUS e para qualquer sistema de saúde no mundo, malgrado sua insuficiente valorização econômica e social. O sentido do trabalho do enfermeiro e da enfermeira corresponde ao que há de mais genuíno na constituição do ser humano, segundo Heidegger (1989)1: o exercício do cuidado. Diz esse autor: “o ser humano é cuidando”. Digno da reverência de toda a área de saúde coletiva, seja nos processos de prevenção e promoção da vida, seja no acompanhamento dos enfermos até sua morte, esse grupo social tem como objeto de suas ações técnicas, relações, formas de atuação e simbolizações, o cuidado. Mas como qualquer outra profissão, a enfermagem atua num mundo competitivo, de redefinição de ofícios, de precarização do trabalho, de leis e normas e busca seu merecido lugar ao sol. É isso que se traz à reflexão do leitor.

As enfermeiras e enfermeiros são uma categoria expressiva no país: 2.220.885 entre profissionais com nível superior, técnicas e auxiliares; 85% mulheres, 15% homens; 59% trabalham no setor público, 31,6% no setor privado; 15,4% no setor filantrópico. (Os percentuais excedem 100% pela superposição de jornadas de trabalho em instituições diferentes).

Esta edição foi construída a partir de três eixos temáticos. Inicia com um artigo-destaque no qual os autores discorrem sobre a importância da profissão para o SUS. No primeiro eixo são tratadas a Formação e a Gestão da Educação Profissional e reverberados os desafios para os novos contextos de trabalho com foco nos sistemas universais de saúde. No segundo, são estudados o Mercado de Trabalho e as Relações de Trabalho, particularmente a precarização, as cargas excessivas e o lugar social dos profissionais da área da saúde. O terceiro eixo se abre para o Panorama Internacional dos Sistemas de Saúde e o espaço e as práticas da Enfermagem no mundo em que se replicam, como ocorre no Brasil, os problemas de precarização, excessiva carga de trabalho, fadiga, estresse, mas, muito devotamento e dedicação.

O estudo e este número temático estão dedicados aos enfermeiros e enfermeiras do Brasil, agradecendo a relevante contribuição que oferecem à população a quem servem!

Referências

1.Heidegger M. Ser e tempo. Petrópolis: Vozes, 1989.

Acesse Ciência & Saúde Coletiva, edição 25.01 – Janeiro de 2020 no site da C&SC e na base SciELO

Editorial

Sistemas de Saúde e enfermagem: contexto nacional e internacional. Maria Helena Machado; Mirna Albuquerque Frota; Mônica Carvalho de Mesquita Werner Wermelinger; Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto; Neyson Pinheiro Freire.

Artigo destaque

1. Sistema de Saúde e Trabalho: desafios para a Enfermagem no Brasil – Manoel Carlos Neri da Silva; Maria Helena Machado

Artigos temáticos

2. A formação de enfermeiros e sua aproximação com os pressupostos das Diretrizes Curriculares Nacionais e da Atenção Básica – Carinne Magnago; Celia Regina Pierantoni

3. Mapeando a formação do enfermeiro no Brasil: desafios para atuação em cenários complexos e globalizados – Mirna Albuquerque Frota; Mônica Carvalho de Mesquita Werner Wermelinger; Luiza Jane Eyre de Souza Vieira; Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto; Raquel Santos Monte Queiroz; Rosendo Freitas de Amorim

4. Reflexões sobre a formação em Enfermagem no Brasil a partir da regulamentação do Sistema Único de Saúde – Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto; David Lopes Neto; Isabel Cristina Kowal Olm Cunha; Marcos Aguiar Ribeiro; Neyson Pinheiro Freire; Carmen Elizabeth Kalinowski; Eliany Nazaré Oliveira; Izabelle Mont’Alverne Napoleão Albuquerque

5. Desafios na formação de enfermeiros indígenas em Mato Grosso, Brasil – Vagner Ferreira do Nascimento; Thalise Yuri Hattori; Ana Cláudia Pereira Terças-Trettel

6. Sistema educacional e a formação de trabalhadores: a desqualificação do Ensino Médio Flexível – Acacia Zeneida Kuenzer

7. A formação do técnico em enfermagem: perfil de qualificação – Mônica Carvalho de Mesquita Werner Wermelinger; Anderson Boanafina; Maria Helena Machado; Monica Vieira; Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto; Wagner Ferraz de Lacerda

8. Metodologia para articular processos de formação-intervenção-avaliação na educação profissional em enfermagem – Serafim Barbosa Santos Filho; Kleyde Ventura de Souza

9. Tendências estruturais do mundo do trabalho no Brasil – Marcio Pochmann

10. Mercado de trabalho e processos regulatórios – a Enfermagem no Brasil – Maria Helena Machado; Isabella Koster; Wilson Aguiar Filho; Mônica Carvalho de Mesquita Werner Wermelinger; Neyson Pinheiro Freire; Everson Justino Pereira

11. Trabalhadores da enfermagem: conquista da formalização, “dureza” do trabalho e dilemas da ação coletiva

Helton Saragor de Souza; Áquilas Nogueira Mendes; Alessandro Rodrigues Chaves

12. Associação entre variáveis relacionadas à precarização e afastamento do trabalho no campo da enfermagem – Tatiane Araújo-dos-Santos; Daniely Oliveira Nunes; Rafaell Batista Pereira; Melicia Maria da Conceição Silva Reis Góes; Ithana Queila Borges Pizzani Ferreira; Selton Diniz dos Santo; Tatiane Cunha Florentino; Cristina Maria Meira de Melo

13. Precarização do mercado de trabalho de auxiliares e técnicos de Enfermagem no Ceará, Brasil – Raimunda Magalhães da Silva; Luiza Jane Eyre de Souza Vieira; Carlos Garcia Filho; Indara Cavalcante Bezerra; Ana Neiline Cavalcante ; Fernanda Colares de Borba Netto; Francisca Alanny Rocha Aguiar

14. Cargas de trabalho de enfermeiros: luzes e sombras na Estratégia Saúde da Família – Daiane Biff; Denise Elvira Pires de Pires; Elaine Cristina Novatzki Forte; Letícia de Lima Trindade; Rosani Ramos Machado; Felipa Rafaela Amadigi; Magda Duarte dos Anjos Scherer; Jacks Soratto

15. O intangível na produção do cuidado: o exercício da inteligência prática em uma enfermaria oncológica – Maria Liana Gesteira Fonseca; Marilene de Castilho Sá

16. Satisfação no trabalho do pessoal de enfermagem na rede pública de saúde em uma capital brasileira – Ada Ávila Assunção; Adriano Marçal Pimenta

17. Me chama para conversar que eu gosto: análise de experiência clínico-institucional com a enfermagem de um hospital psiquiátrico – Leonardo Lessa Telles; Sílvia Rodrigues Jardim; Lucia Rotenberg

18. Sofrimento moral de profissionais de enfermagem em um Centro de Atenção Psicossocial – Carolina Almeida de Oliveira; Diúlia Cristina Pantoja de Oliveira; Elessandra Miranda Cardoso; Evelyn de Souza Aragão; Marina Nolli Bittencourt

19. Personalidade hardiness e fatores associados em profissionais da saúde atuantes em serviços que atendem pacientes críticos – Renê Ferreira da Silva-Junior; Elaine Cristina Santos Alves; Kamilla de Oliveira Santos; Silvânia Paiva dos Santos; Henrique Andrade Barbosa; Leila das Graças Siqueira; Jaqueline D’ Paula Ribeiro Vieira Torres; Carla Silvana Oliveira e Silva

20. Enfermeiros (as) gestores (as) no Sistema Único de Saúde: perfil e perspectivas com ênfase no Ciclo de Gestão 2017-2020 – Andre Luis Bonifácio de Carvalho; Assis Luiz Mafort Ouverney; Mércia Gomes Oliveira de Carvalho; Nadia Maria da Silva Machado

21. Redistribution of salary or professional recognition? The difficult construction of a profession, the Peruvian nursing – Juan Arroyo-Laguna

22. Regulación de la enfermería en México: actores, procesos y resultados – Patricia Aristizabal; Gustavo Nigenda; Allison Squires; Yetzi Rosales

23. Fatiga laboral y ausentismo en el trabajo en mujeres auxiliares de enfermería de un hospital de alta complejidad, Chile – Carolina Luengo Martínez; Sebastián Palma Moraga; Carla Sandoval Paredes; Amanda Sepúlveda Vásquez; Cristina Maccarena Villarroel Villarroel

24. Ética organizacional em ambientes de saúde – Claudia Borges Paraizo; Luc Bégin

25. Sistemas de Saúde e Competências do Enfermeiro em Portugal – Ana Paula da Silva Rocha Cantante; Henriqueta Ilda Verganista Martins Fernandes; Manuela Josefa Teixeira; Mirna Albuquerque Frota; Karla Maria Carneiro Rolim; Firmina Hermelinda Saldanha Albuquerque

26. A enfermagem em Portugal aos 40 anos do Serviço Nacional de Saúde – Inês Fronteira; Élvio Henriques Jesus; Gilles Dussault

27. Enfermeiros na operacionalização do Kanban: novos sentidos para a prática profissional em contexto hospitalar? Luiz Carlos de Oliveira Cecílio; Ademar Arthur Chioro dos Reis; Rosemarie Andreazza; Sandra Maria Spedo; Nelma Lourenço de Matos Cruz; Luciana Soares de Barros; Graça Carapinheiro; Tiago Correia; Mariana Cabral Schveitzer

28. Système de santé et de soins infirmiers en France – Christine Guesdon-Caltero; Nadia Cherchem; Mirna Albuquerque Frota; Karla Maria Carneiro Rolim

29. Advanced Practice Nursing in Primary Health Care in the Spanish National Health System – Kerstin Hämel; Beatriz Rosana Gonçalves de Oliveira Toso; Angela Casanova; Ligia Giovanella

30. A enfermeira gestora de casos na Espanha: enfrentando o desafio da cronicidade por meio de uma prática integral – Helena Maria Scherlowski Leal David; José Ramón Martínez Riera; Antonia Herraiz Mallebrera; Maria Fernanda de Lima da Costa

Artigos de revisão

31. Consórcios públicos de saúde: uma revisão da literatura – Raquel Gonçalves Coimbra Flexa; Rafael Garcia Barbastefano

Artigos de temas livres

32. Fatores associados à mortalidade por causas inespecíficas e mal definidas no estado do Amazonas, Brasil, de 2006 a 2012 – Patrícia Carvalho da Silva Balieiro; Leila Cristina Ferreira da Silva; Vanderson de Souza Sampaio; Eyrivania Xavier do Monte; Edylene Maria dos Santos Pereira; Lais Araújo Ferreira de Queiroz; Rita Saraiva; Antonio José Leal Costa

33. Os cuidados da Estratégia Saúde da Família a um adolescente vítima de bullying: uma cartografia – Pamela Lamarca Pigozi; Ana Lúcia Machado

34. Fatores associados ao uso de serviços odontológicos públicos por adultos no estado de São Paulo, Brasil, 2016 – Suelen Garcia Oliveira da Fonseca; Emílio Prado da Fonseca; Marcelo de Castro Meneghim

35. Caracterização do consumo alimentar de lactentes paulistas com idade entre seis e doze meses – Adriana Passanha; Maria Helena D’Aquino Benício; Sonia Isoyama Venancio

Resenha

Vidal F, Ortega F. Being Brains. Making the Cerebral Subject – Resenhado por Gabriel Abarca Brown; Álvaro Jiménez-Molina

Comments

comments

Deixe uma resposta