Ciência & Saúde Coletiva – Dezembro de 2019

“Somos seres humanos” | Imagem: Reprodução da Internet

As crises quando acontecem se apresentam em diferentes dimensões, experimentadas como irrupção inesperada de novos sentidos e descontinuidade de narrativas explicativas. Seja no nível pessoal ou social. Por isso, de um lado, elas provocam sofrimentos e destruição do que parecia inamovível; de outro, evocam oportunidades de se criar um pensamento inovador e o compartilhamento de novas práticas sobre os objetos que as detonaram. Dentro dessa concepção, o objetivo deste número temático foi estimular discussões sobre as diversas faces da crise econômica, política, cultural e de valores que o país hoje vivencia e como elas afetam a saúde. Foi um desafio construir esta edição temática, dada a concomitância entre a experimentação desse processo e a necessidade de estudá-lo com algum distanciamento crítico.

Tratando o tema de forma abrangente, na edição há dois trabalhos seminais: O primeiro, uma entrevista na qual Marco Aurélio Luchesi faz um diagnóstico da atual crise brasileira e suas implicações nos campos da ciência, da cultura e da educação. O segundo, uma revisão sistemática de literatura, apresentando possíveis efeitos na saúde, das medidas oriundas das políticas de austeridade adotadas como resposta a crises econômicas e fiscais.

A maioria dos artigos se origina de investigações científicas sobre os serviços de saúde. Os autores afiançam que, quando falham as condições socioeconômicas e se economiza na prestação pública de serviços de saúde, há efeitos diretos sobre os mais desprotegidos como as crianças, os doentes que precisam de exames e se hospitalizar e de medicamentos. E há efeitos indiretos sobre o padrão de saúde e bem-estar da população como um todo.

Hoje o país está naquele ponto da crise política e econômica em que é difícil pensar no seu caráter inovador, pois ela se caracteriza por precarizar direitos e deixar os mais necessitados no desemprego, subemprego e desproteção. Assim se observam repercussões sociais e epidemiológicas, e uma espécie de paralisia na formulação e implementação de cuidados eficientes e eficazes. Há subfinanciamento do gasto em saúde; há problemas de regulação e de gestão do SUS; há dificuldades para fazer valer direitos, participação e controle social. Oxalá que o lado positivo da crise, o da inovação e da renovação consiga emergir na sociedade e no governo brasileiro, a favor do SUS.

Acesse Ciência & Saúde Coletiva, edição 24.11 – Novembro de 2019 no site da C&SC e na base SciELO

Editorial

Crise e saúde: implicações para a política, a gestão e o cuidado em saúde – Lilian Miranda; Antônio Ivo de Carvalho; Claudia Brito; Maria Helena Magalhães de Mendonça; Maurício Teixeira Leite de Vasconcellos; Sheyla Maria Lemos Lima

 

Artigos temáticos

1. Fiscal austerity and the health sector: the cost of adjustments – Romulo Paes-Sousa; Joyce Mendes de Andrade Schramm; Luiz Villarinho Pereira Mendes

2. Austerity policies in Brazil may affect violence related outcomes – Daiane Borges Machado; Julia Moreira Pescarini; Luís Fernando Silva Castro de Araújo; Maurício Lima Barreto

3. Crises econômicas, mortalidade de crianças e o papel protetor do gasto público em saúde – Cesar Augusto Oviedo Tejada; Lívia Madeira Triaca; Nathiéle Hellwig Liermann; Fernanda Ewerling; Janaína Calu Costa

4. Subfinanciamento e orçamento federal do SUS: referências preliminares para a alocação adicional de recursos – Francisco Rózsa Funcia

5. Crise e federalismo: tendências e padrões regionais das receitas e despesas em saúde dos estados brasileiros – Priscilla Caran Contarato; Luciana Dias de Lima; Rodrigo Mendes Leal

6. Crise econômica, austeridade e seus efeitos sobre o financiamento e acesso a serviços públicos e privados de saúde bucal – Thais Regis Aranha Rossi; José Eudes de Lorena Sobrinho; Sonia Cristina Lima Chaves; Petrônio José de Lima Martelli

7. Impacto das crises financeiras sobre os indicadores de saúde bucal: revisão integrativa da literatura – Livia Fernandes Probst; Gilberto Alfredo Pucca Junior; Antonio Carlos Pereira; Alessandro Diogo De Carli

8. Crise das utopias e as quatro justiças: ecologias, epistemologias e emancipação social para reinventar a saúde coletiva – Marcelo Firpo de Souza Porto

9. Alteridade ou austeridade: uma revisão acerca do valor da equidade em saúde em tempos de crise econômica internacional – Simone Schenkman; Aylene Emilia Moraes Bousquat

10. Erosão orçamentário-financeira dos direitos sociais na Constituição de 1988 – Élida Graziane Pinto

11. A coalizão dos empresários da saúde e suas propostas para a reforma do sistema de saúde brasileiro: retrocessos políticos e programáticos (2014-2018) – Heloisa Maria Mendonça de Morais; Raquel Santos de Oliveira; Ligia Maria Vieira-da- Silva

12. Reforma e contrarreforma psiquiátrica: análise de uma crise sociopolítica e sanitária a nível nacional e regional – Mônica de Oliveira Nunes; João Mendes de Lima Júnior; Clarice Moreira Portugal; Maurice de Torrenté

13. Forced international migration for refugee food: a scoping review – Juliana Vidal Vieira Guerra; Valdecyr Herdy Alves; Lilyane Rachedi; Audrey Vidal Pereira; Maria Bertilla L. Riker Branco; Márcia Vieira dos Santos; Mariana Cabral Schveitzer; Bruna Fernandes Carvalho

14. Crise no Brasil e impactos na frágil governança regional e federativa da política de saúde – Alexandre Padilha; Danilo Carvalho Oliveira; Thássia Azevedo Alves; Gastão Wagner de Souza Campos

15. Consenso e pactuação regional entre gestores do SUS no nordeste do Brasil – Daniela Gomes dos Santos Biscarde; Ana Luiza Queiroz Vilasbôas; Leny Alves Bonfim Trad

16. Redes regionalizadas e garantia de atenção especializada em saúde: a experiência do Ceará, Brasil – Patty Fidelis de Almeida; Ligia Giovanella; Moacir Tavares Martins Filho; Luciana Dias de Lima

17. Indicadores hospitalares de acesso e efetividade e crise econômica: análise baseada nos dados do Sistema Único de Saúde, Brasil e estados da região Sudeste, 2009-2018 – Mônica Martins; Sheyla Maria Lemos Lima; Carla Lourenço Tavares de Andrade; Margareth Crisóstomo Portela

18. A crise financeira e a saúde: o caso do município do Rio de Janeiro, Brasil – Gisele O’Dwyer; Leonardo Graever; Fernanda Adães Britto; Tatiane Menezes; Mariana Teixeira Konder

19.  “Nacer en determinado lugar te condiciona”. Salud, derecho a la ciudad, crisis y participación en un barrio reubicado – María Sofía Bernat

20. Salud en movimiento: movimientos sociales y salud popular en La Plata, Argentina – Sol Logroño

 

Artigos de Opinião

21. Sobre crise: significados e perspectivas. Entrevista com Marco Américo Lucchesi – Lilian Miranda; Maria Helena Magalhães de Mendonça; Sheyla Maria Lemos Lima; Claudia Brito; Antônio Ivo de Carvalho; Mauricio Teixeira Leite de Vasconcellos

22. A crise econômica e a atenção primária à saúde no SUS da cidade do Rio de Janeiro, Brasil – Eduardo Alves Melo; Maria Helena Magalhães de Mendonça; Márcia Teixeira

23. A resposta brasileira à epidemia de HIV/AIDS em tempos de crise – Rafael Agostini; Fátima Rocha; Eduardo Melo; Ivia Maksud

Artigos de revisão

24. Participação dos pacientes na segurança dos cuidados de saúde: revisão sistemática – Filipe Morais Figueiredo; Ana Maria Porcel Gálvez; Eugenia Gil Garcia; Margarida Eiras

25. Implicações do ambiente, condições e organização do trabalho na saúde do professor: uma revisão sistemática – Jaqueline Galleazzi da Luz; Sergio Luiz Ribas Pessa; Roger Poglia da Luz; Fernando José Avancini Schenatto

Artigos de temas livres

26. Risco gestacional e desigualdades sociais: uma relação possível? – Érica Marvila Garcia; Katrini Guidolini Martinelli; Silvana Granado Nogueira da Gama; Adauto Emmerich Oliveira; Carolina Dutra Degli Esposti; Edson Theodoro dos Santos Neto

27. Avaliação da atenção secundária em endodontia em um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) – Maria Beatriz Pires de Magalhães; Douglas Vaz de Oliveira; Rafael Franco de Lima; Efigênia Ferreira e Ferreira; Renata de Castro Martins

28. Vaccination against influenza among pregnant women in southern Brazil and associated factors – Raúl Andrés Mendoza-Sassi; Angélica Ozório Linhares; Franciane Maria Machado Schroeder; Nathalia Matties Maas; Seiko Nomiyama; Juraci Almeida César

29. Estimativa de contaminação de águas subterrâneas e superficiais por agrotóxicos em área sucroalcooleira, Santa Rita/PB, Brasil – Luara Lourenço Ismael; Elisângela Maria Rodrigues Rocha

30. Utilização de serviços de saúde por imigrantes haitianos na grande Cuiabá, Mato Grosso, Brasil – Jenniffer Francielli de Sousa Alves; Maria Angela Conceição Martins; Fabiano Tonaco Borges; Cássio Silveira; Ana Paula Muraro

31. Narrativas sobre processos educacionais na saúde – Romeu Gomes; Valeria Vernaschi Lima

32. Qualidade de vida de escolares nascidos prematuros, o relato do cuidador e o auto-relato infantil – Juliana Aparecida Martini; Gimol Benzaquen Perosa; Flávia Helena Pereira Padovani

33. Trabajadores sexuales masculinos: entre el sexo seguro y el riesgo. Etnografía en una sauna gay de Barcelona, España – Constanza Jacques-Aviñó; Anna de Andrés; Llanos Roldán; Manuel Fernández-Quevedo; Patricia García de Olalla; Elia Díez; Oriol Romaní; Joan A. Caylà

34. Adesão de adolescentes com fibrose cística a terapia de reposição enzimática: fatores associados – Danielle Portella Ferreira; Célia Regina Moutinho de Miranda Chaves; Ana Carolina Carioca da Costa

35. Fear or Humour in anti-smoking campaigns? Impact on perceived effectiveness and support for tobacco control Policies Eduardo Silva Reis; Patrícia Paula Lourenço e Arriaga; Octavian Adrian Postolache

 

Resenhas

Casulo AC, Alves G, organizadores. Precarização do trabalho e saúde mental: o Brasil da Era Neoliberal – Resenhado por Cristiane Batista Andrade

 

Cartas

Alternativas que contribuem para a redução da violência obstétrica – Gabriela Moreno Marques; Diego Zapelini do Nascimento

Comments

comments

Deixe uma resposta