UFRJ inaugura espaço para pesquisas sobre setor privado no sistema de saúde brasileiro


O Instituto de Estudos em Saúde Coletiva (IESC) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) inaugura no dia 14 de março de 2014 as instalações que irão sediar pesquisas sobre o setor privado da saúde no Brasil. Voltado à produção científica e à formação de pesquisadores, o espaço acadêmico irá desenvolver estudos sobre as empresas e grupos econômicos que atuam na saúde, o complexo econômico-industrial, os segmentos comerciais e a relação entre os setores público e privado no sistema de saúde brasileiro.

Destacam-se duas pesquisas já em andamento, uma sobre o empresariamento da saúde com foco nas empresas de planos e seguros de saúde e outra sobre as dinâmicas do complexo econômico-industrial, envolvendo serviços de saúde privados, empresas hospitalares, laboratórios de diagnóstico, organizações sociais, instituições privadas com atuação na formação de profissionais de saúde, indústrias de fármacos, medicamentos, vacinas, hemoderivados, reagentes, equipamentos médico-hospitalares, órteses e próteses, além do comércio de planos e seguros, farmácias,  drogarias e distribuidores de insumos médico-assistenciais. As duas pesquisas contam com financiamento do Ministério da Saúde e CNPq, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Ao integrar outros projetos a serem apoiados por instituições de fomento, nacionais e internacionais, o propósito é consolidar linhas de pesquisa, gerar conhecimento de ponta sobre os temas e formar mestres e doutores. Destaca-se, ainda, o trabalho em rede, a articulação da UFRJ com docentes e pesquisadores de instituições como Fundação Oswaldo Cruz, Faculdade de Medicina da USP,  Universidade Estadual do Rio de Janeiro,  Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal do Espírito Sant, Universidade Federal Fluminense  dentre outras.

À frente da iniciativa , a coordenadora das pesquisas,  professora Ligia Bahia, da UFRJ, ressalta “o espaço permitirá produzir e difundir conhecimento sobre as matrizes e as tendências de articulação entre o público e privado no sistema de saúde brasileiro”. A casa-container tem dois andares com infraestrutura física para abrigar pesquisadores, grupos de estudo, reuniões presenciais, teleconferências e um centro de documentação arquivística, bibliográfica e histórica.

O container, viabilizado por meio de doação institucional da Qualicorp à UFRJ, será integrado ao patrimônio da Universidade. A Qualicorp é a maior administradora de benefícios de saúde suplementar do país, com atuação no segmento corporativo e empresarial. “A dinâmica da Universidade é distinta do governo e das empresas privadas, mas essa doação da Qualicorp  demonstra ser possível o diálogo civilizado baseado no diálogo produtivo e no reconhecimento da geração de conhecimento cientifico como um elo importante para as relações entre a Universidade e a sociedade”  afirma Armando Meyer Diretor do Instituto de Saúde Coletiva da UFRJ.

Anote: dia 14 de março, sexta-feira, às 12 horas. O container fica localizado no IESC, na cidade Universitária, Ilha do Fundão, à Avenida Horácio Macedo, S/N , próximo a Prefeitura Universitária da UFRJ.

Comments

comments

Deixe uma resposta