OPAS e ANS lançam edital para estudos em saúde suplementar


A Organização Panamericana de Saúde (OPAS/OMS) e a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) trazem à publico a chamada para desenvolvimento de estudos sobre saúde suplementar no Brasil. O edital é voltado para a contratação de instituições de pesquisa, sejam públicas ou privadas sem fins lucrativos.

Cada instituição proponente poderá apresentar apenas um (01) projeto, que deverá resultar em instrumentos, ferramentas e documentos técnicos contendo estudos e resultados de pesquisas quantitativas e/ou qualitativas sobre:

– Sustentabilidade e estímulo à qualidade na saúde suplementar, incluindo temas como produtividade, gestão de custos, efetividade, otimização de recursos, modelos de remuneração de prestadores, contratualização, qualidade da atenção oferecida pelos prestadores e modelo de atenção (dimensões política, organizativa e assistencial);

– Atenção à saúde em rede na saúde suplementar, incluindo temas como análise e dimensionamento da rede prestadora, georreferenciamento, relação prestador/operadora, modelo de atenção (dimensões política, organizativa e assistencial), qualidade da atenção e avaliação da integralidade em saúde;

– Políticas de saúde na saúde suplementar, incluindo temas como financiamento, modelos de organização do sistema de saúde brasileiro, relação público-privado, compartilhamento da rede prestadora, duplo vínculo profissional, acesso e qualidade da atenção;

– Gestão em saúde suplementar, incluindo temas como qualidade na gestão, análise de cenários da saúde suplementar, gestão das operadoras (gestão de negócios), gestão das instituições públicas/qualidade regulatória, arranjos assistenciais, avaliação de tecnologias, formação profissional e organização/logística das operadoras.

As propostas podem abarcar um ou mais itens do temário acima listado. O total de recursos disponibilizados para este edital é de até R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais), sem a obrigatoriedade da OPAS e da ANS aplicarem a totalidade dos recursos.

As propostas deverão ser organizadas em três envelopes, trazendo, separadamente, os documentos de habilitação; a proposta técnica e a proposta financeira. As propostas técnica e financeira devem ser encaminhadas em três vias. Dentre outras informações, ambas devem apresentar e respeitar um cronograma de execução mensal, por atividade, com o prazo máximo de até 10 meses, compreendendo o período de janeiro a outubro de 2015. As propostas, bem como as documentações, serão recebidas até às 17 horas do dia 13 de novembro deste ano na sede da OPAS, em Brasília. As mesmas serão analisadas no período de 17 a 19 de novembro, com a previsão de publicação do resultado até dia 24 do mesmo mês. Dúvidas com relação ao processo seletivo deverão ser esclarecidas unicamente pelo e-mail bracompras@paho.org. Acesse aqui o edital completo.

Comments

comments

Deixe uma resposta