Conferência internacional discutirá pesquisas aplicadas a serviços de saúde


Relacionar pesquisas e conhecimento construído por evidências para melhorar os serviços de saúde. Essa é a principal perspectiva da conferência internacional Health Services Research: Evidence-based practice. O evento será realizado de 1º a 3 de julho, no King’s College, em Londres. O prazo para submissão de trabalhos encerra-se em 24 de abril.

 

Organizada pelo grupo de publicações BioMed Central, responsável por revistas científicas como Implementation Science e Human Resources for Health, a conferência reunirá pesquisadores de diversos institutos internacionais, como London School of Hygiene and Tropical Medicine; Universidade de Toronto; Universidade do Michigan (EUA); NICE; Universidade de Singapura e Observatório Europeu de Sistemas de Saúde e Políticas Públicas, entre outros. Mario Dal Poz, professor do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/Uerj), é um dos membros da Comissão Organizadora do evento.

 

“Como a pesquisa de serviços de saúde é um campo multidisciplinar, esta reunião terá um alcance amplo, debatendo desde as questões relacionadas à agenda global em saúde até os temas relacionados ao desenvolvimento dos sistemas nacionais. Nesse sentido, um grande desafio é o de integrar o conhecimento técnico e científico ao processo de decisão das politicas de saúde”, destaca o professor.

 

Ao todo, a conferência contará com oito sessões e um painel de discussão. Cada sessão será conduzida por um líder de destaque no campo, e irá incluir oradores convidados e uma série de palestras de participantes selecionados a partir dos resumos submetidos. Os tópicos incluem Sistemas de Saúde; Economia em Saúde; Recursos Humanos em Saúde; Implementação Científica e Políticas em Saúde. Para Dal Poz, pesquisadores brasileiros têm muito a contribuir para a construção de um quadro global dos serviços de saúde que possa ser observado por agencias internacionais, como a OMS, e que mobilize novos projetos e a troca de informações entre instituições de ensino e pesquisa. “O desenvolvimento do sistema de saúde no Brasil tem tido importante contribuição das pesquisas aqui realizadas e do conhecimento por nós produzido. Cada vez mais é importante que essas análises sejam compartilhadas e disseminadas globalmente.”Confira outras informações no site do evento.

Comments

comments

Deixe uma resposta