Abrasco recebe homenagem na Semana Sergio Arouca


3 de setembro de 2013

 

Na manhã desta terça-feira dia 3 de setembro, A Abrasco foi homenageada pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca durante as comemorações do 59º aniversário da ENSP, além dos 25 anos da criação do SUS e ainda pelos 10 anos sem Arouca. 

 

 

O ex-presidente da Abrasco,  sanitarista Arlindo Fábio Gómez de Sousa entregou a placa comemorativa nas mãos de José Noronha, também ex-presidente que representou a Abrasco na homenagem. Arlindo lembrou a trajetória abrasquiana e lembrou da aliança histórica da Saúde Coletiva na defesa do SUS e da cidadania brasileira. 

 

Nos agradecimentos, José Noronha enfatizou que o debate da saúde precisa voltar à  cena com a punjança do eixo da reforma sanitária. 'Estamos aqui entre pares, num momento de fortalecimento, para refletir e impactar essa mobilização que já está nas ruas', disse Noronha. Para o anfitrião Hermano Castro, Diretor da ENSP 'A Escola Spergio Arouca e a Abrasco são irmãs em pensametos, reflexões e estão juntas a frente de batalha da reforma sanitária. A Associação é a casa de todo aluno, professor e pesquisador da Saúde Coletiva, muito mais que homenagear devemos ouvir a Abrasco neste momento especial' agradeceu Hermano.

 

 

José Noroha e Arlindo Fábio

 

 

 

Para Ana Costa, presidente do CEBES, também homeageada, 'Todos nós mamamos nas ideias e nas propostas do Sergio, ele faz muita falta, com sua liderança e capacidade de agregação. Estamos vivendo um momento de alto risco para o projeto político do direito à saúde e todos os movimentos são importantes para a reforma sanitaria', enfatizou Ana, que recebeu a placa comemorativa do professor Paulo Amarante. O presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha citou uma lembrança de Arouca 'Estávamos todos no congresso da Abrasco quando o Sérgio lembrou que – quando escrita em chinês, a palavra crise é composta por dois caracteres: um representa perigo e outro oportunidade. E é assim que vejo o momento que estamos passando atualmente em nosso país. Vamos lembrar dele, vamos ouvi-lo mais, aprender mais, levar o pensamento crítico desse sanitarista para as ruas e vamos nos mascarar de Sérgio arouca em nossas manifestações'. pediu Gadelha.

 

 

E para abrir oficialmente a Semana Sergio Arouca, todos os participantes aceitaram o pedido da Mesa de Abertura e 'vestiram' o sanitarista: Paulo Amarante, Arlindo Fábio, Ana Costa, Hermano Castro, José Noronha e Paulo Gadelha

 

 

 

 

 

Confira a programação da Semana Sergio Arouca

 

Comments

comments

Deixe uma resposta