Proteção social em um mundo globalizado


A concentração de esforços nos serviços sociais básicos: educação, saúde, previdência social, habitação, trabalho e assistência social, buscando eliminar desperdícios, aumentar sua eficiência, universalizar sua cobertura e seu impacto redistributivo, e, sobretudo, reestruturar seus benefícios, tem sido o principal desafio dos especialistas em políticas públicas no Brasil e em vários países em desenvolvimento. Esta foi a questão central da conferência “Proteção Social e Saúde em um Mundo Globalizado”, realizada por Mirta Roses Periago, diretora da Organização Pan Americana de Saúde (OPAS) e Sonia Maria Fleury Teixeira, da EBAPE/Fundação Getúlio Vargas (FGV).

 

 

Comments

comments

Deixe uma resposta