Encontro catarinense discute a relação da psique com as cidades


Por uma Saúde Mental que discuta a cidade como um espaço da construção do sujeito, das subjetividades e das alteridades e com compromisso por cidadania e por um sistema de saúde universal, integral, e com controle social, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Associação Brasileira de Saúde Mental – Abrasme realizam o XI Encontro Catarinense de Saúde Mental – ECSM, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC, em Florianópolis. O evento acontece de 14 a 16 de outubro de 2015 e terá sessões públicas. As inscrições ainda estão abertas.

“A cidade e a saúde: vivências na dimensão psicossocial” é o tema do encontro, que quer pautar discussões sobre a natureza e o exercício da cidadania e dos direitos nas cidades, na vida em comunidade e na construção e expressão da psique humana. Serão discutidas práticas, concepções teóricas e estratégias vinculadas aos serviços, à clínica e às diversas políticas que passam pelo campo da Saúde Mental, como drogas, ações em humanização e outras. Entre os presentes, estarão presentes acadêmicos, gestores, profissionais ligados a Saúde, ao Direito e à Educação, além de usuários, familiares e sociedade em geral.

Para Walter Ferreira, presidente da Associação Brasileira de Saúde Mental, coordenador do Grupo Temático Saúde Mental (GTSM/Abrasco) e coordenador do Mestrado Profissional em Saúde Mental e Atenção Psicossocial da UFSC, os encontros catarinenses tornaram-se referência nacional na área. “Foi a partir dos encontros de Florianópolis que surgiu a ideia de fundar a Abrasme, o que veio a acontecer durante o Congresso de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, da Abrasco, no ano de 2007, em Salvador. Foi também aqui em Florianópolis que se deu o nosso primeiro congresso”.

O professor ressalta a importância do evento no atual contexto social. ” Buscamos com o evento estimular nos atores da saúde o protagonismo social, para a caminhada em busca de uma sociedade mais justa, com cidadania plena para todos. Neste sentido, o ECSM propõe temas ousados e instigantes que rompem as barreiras e provocam diálogos entre diversos setores do setor no Brasil”.

Entre os convidados estão Zulmira Cruz Bonfim, professora da Universidade Federal do Ceará que fará a Conferência de Abertura; os pesquisadores estrangeiros Richard Weingarten (EUA) e Louise Fournier (Canadá); o juiz corregedor da Vara da Infância e Juventude de Santa Catarina, Alexandre Takashima, o padre Vilson Groh, e pesquisadores e docentes com destaque no campo da Saúde Mental, como Eduardo Mourão Vasconcelos (UFRJ), Rosana Boulossa, Ana Pitta (UFBA), Ana Luiza Castro Gomes (UFPB), Izabel Friche Passos (UFMG), Maria Aparecida Moysés (Unicamp), Ricardo Lins (DF), entre outros. Representantes do Ministério da Saúde, da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos, da Secretaria de Saúde do Estado e das secretarias municipais também compõem o grupo de convidados e participantes.

Ao vivo e em qualquer lugar: Os interessados em acompanhar os debates não precisam estar fisicamente no evento. Haverá transmissão on line das palestras, mesas e outras atividades que serão realizadas nos auditórios Garapuvu e da Reitoria. Para acessar, entre na página de eventos da UFSC e clique à direita, em evento ao vivo. Para ver a programação e outras informações, acesse a página do Encontro Catarinense em Saúde Mental.

Comments

comments

Deixe uma resposta