Benefícios fiscais superam gastos com Saúde e Educação

Arte: Reprodução Internet

Apesar do sacrifício imposto à população com a Emenda Constitucional 95/2016, o Brasil deverá abrir mão de mais de R$ 283,4 bilhões em renúncias fiscais em 2018. Estimado pela Receita Federal, o valor é superior à soma dos orçamentos da Educação e da Saúde: R$ 107,5 bilhões e R$ 131,4 bilhões, respectivamente. Nos últimos anos, os incentivos e benefícios fiscais tiveram forte expansão. Em 2006, a desoneração foi de R$ 77,6 bilhões, em valores absolutos. Já em 2014, totalizavam R$ 257,2 bilhões, 22,38% da arrecadação e 4,45% de todas as riquezas produzidas naquele ano. Mesmo com o fim da política de desonerações do governo Dilma, o governo Temer manteve ascendente a curva de benefícios ao empresariado, como, por exemplo, a última ampliação do Refis, em outubro de 2017. Os dados foram apurados pelo jornalista Rodrigo Martins, da revista e portal Carta Capital. Leia na íntegra aqui. 

.

Comments

comments

Deixe uma resposta