Prefeito Gustavo Fruet recebe Abrasco para debater Curitiba 2016


A Secretaria-Executiva da Abrasco e a coordenação do Grupo Temático Promoção da Saúde (GTPS/Abrasco) estiveram reunidos com Gustavo Fruet, prefeito de Curitiba, e César Monte Serrat Titton, secretário municipal da saúde, além de membros da União Internacional para a Promoção da Saúde e Educação (UIPES) e da Organização Panamericana de Saúde (OPAS/OMS) para avançar nas negociações e agendamentos para a 22ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde, que acontecerá de 22 a 26 de maio de 2016, na capital paranaense. A reunião ocorreu na manhã da última segunda-feira (27), na sede da prefeitura.

Para Carlos Silva, secretário-executivo da Associação, o encontro foi importante pra reforçar a Conferência e apresentar ao Executivo local os processos de organização do evento. “Foi feito convite ao Prefeito para a participação na abertura e no encerramento, além de compor uma mesa redonda no qual será debatido o papel das estruturas de poder locais com as pautas da promoção, que deverá contar também com o Prefeito de Xangai, uma das maiores cidades do mundo”. Carlos Silva destacou ainda a importância da Conferência ser realizada em Curitiba por toda sua história de mobilização e articulação para com os setores envolvidos, como a saúde, o transporte e a proteção social.

O prefeito Gustavo Fruet demonstrou grande interesse e vontade de participação. “É a primeira vez que o Brasil sedia esse evento, que mobiliza milhares de pessoas de todos os continentes. É um privilégio para Curitiba receber essas pessoas e também é um reconhecimento de vários avanços da cidade em diferentes áreas, como mobilidade, educação, social, saúde e esporte”, disse Fruet.

+ Confira a matéria sobre o encontro, produzida pela Prefeitura de Curitiba

Durante o encontro, Marco Akerman, coordenador do GTSP/Abrasco e um dos presidentes da 22ª Conferência Mundial destacou que o evento tem o intuito de deixar um legado para a capital paranaense. “Curitiba tem experiências para mostrar para o mundo de políticas públicas integradas que trazem melhorias para a saúde da população. Um dos legados que devem ficar para a cidade é uma Política Municipal de Promoção da Saúde”, afirmou Akerman, junto Louise Potvin, outra presidente da Conferência e representante da UIPES, e Simone Tetu Moyses, professora da PUC-PR e membro do GTPS/Abrasco.

O secretário municipal da Saúde, César Monte Serrat Titton, lembrou ainda que a promoção da saúde não se atinge apenas com políticas públicas de saúde. “A promoção vem de ações que englobam diferentes áreas. Educação e segurança, por exemplo, também podem gerar saúde”, disse.

Ao longo desta semana, os comitês científico e executivo da Conferência estão na cidade para avaliar os cerca de 2,7 mil trabalhos das mais diversas áreas, vindos de aproximadamente 80 países, inscritos para o evento, além de acertar contratações e demais detalhes operativos. A expectativa é de reunir cerca de três mil profissionais de saúde de todo o mundo.

+ Acesse o site da 22ª Conferência Mundial de Promoção da Saúde 

Comments

comments

Deixe uma resposta