Na Saúde, ainda David Capistrano


Em vista da assunção do médico sanitarista Arthur Chioro para Ministro da Saúde, o jornal A Tribuna de Santos publicou uma matéria recente na qual relata os cargos ocupados por santistas no governo federal. Destaco, dentre estes, e com todo o respeito aos outros, os santistas que ocupam os cargos atualmente: O ministro Arthur Chioro, o coordenador Nacional de Saúde Mental e o diretor do Departamento de DST/AIDS Hepatite Virais, respectivamente, Roberto Tykanori Kinoshita e Fábio Mesquita.

 

Os três tiveram a oportunidade de participar da gestão da Secretaria de Saúde de Santos comandada por David Capistrano (1989-1992), a qual implantou políticas pioneiras na saúde, que se tornaram referência nacional e internacional.

 

O ministro Arthur Chioro ocupou o cargo de chefe do departamento de especialidades, mas com a eleição do PT para a Prefeitura de São Vicente, ele se tornou secretário de saúde naquela cidade.

 

Já o atual coordenador nacional de Saúde Mental, Roberto Tykanori Kinoshita, comandou um processo revolucionário na pasta, com a intervenção na Casa de Saúde Anchieta, o que desenvolveu uma forma de tratamento antimanicomial para os pacientes com transtornos de saúde mental.

 

O diretor do departamento de DST AIDS e Hepatite Virais do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita, desde o início da gestão Capistrano na saúde, esteve à frente do combate à AIDS e por pouco não foi preso junto com David, já prefeito, quando iniciaram o programa de distribuição de seringas descartáveis para usuários de drogas.

 

Além disso, naquele período, Santos foi a primeira cidade a distribuir o coquetel antiaids.

 

A nomeação de Arthur para ministro, bem como o trabalho dos atuais diretor e coordenador nacionais Fábio Mesquita e Roberto Tikanory Kinoshita, mostra a capacidade que aquela gestão teve de preparar quadros para darem continuidade ao trabalho desenvolvido naquele período, tanto nas esferas municipal, estadual e federal.

 

Cabe salientar que, antes destes sanitaristas que ocupam cargos no governo federal, o médico sanitarista Cláudio Maierovitch, secretário municipal de saúde de Santos no período de David prefeito e também desta equipe inicial da SEHIG – Santos, foi diretor-presidente da Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

 

Se este artigo apontasse os que foram secretários de saúde de município e que participaram do trabalho naquela gestão, teria de fazer uma lista muito maior que o espaço utilizado neste artigo.

 

Neste sentido, indico alguns municípios que contaram com profissionais de saúde formados por David e ocuparam o cargo de secretário municipal de saúde: Santos, São Vicente, Guarujá, Cubatão, São Bernardo, Diadema, Jandira, Amparo, Chapecó e muitos outros que desconheço, mas que tiveram, como secretários, profissionais formados naquela gestão.

 

Com o seu trabalho, o médico sanitarista David Capistrano fez política para além do seu tempo, e os companheiros que com ele conviveram se inspiraram e se inspiram na forma comprometida na qual ele fazia gestão na Saúde Pública.

 
(*) Advogado – Artigo publicado originalmente na Tribuna de Santos

Comments

comments

Deixe uma resposta