Marion Nestle traz a verdade indigesta sobre a indústria alimentícia

“A melhor orientação nutricional é simples: tenha uma dieta baseada em vegetais; controle calorias e evite ultra-processados”

Marion Nestle, professora emérita da Universidade de Nova York, está chegando ao Brasil para uma turnê de uma semana por Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro para lançar Uma verdade indigesta: como a indústria alimentícia manipula a ciência do que comemos, primeiro livro dela traduzido ao português. O livro expõe como corporações se valem de pesquisas para criar confusão em nossos hábitos alimentares. É leitura recomendada para estudantes e profissionais de saúde, jornalistas e todas as pessoas que tenham interesse em entender como nossos costumes alimentares foram moldados (e distorcidos).

As jornalistas Janaína Figueiredo do jornal O Globo e Ligia Formenti, do Estado de São Paulo, entrevistaram a pesquisadora e evidenciam que “Financiar pesquisas de seu interesse, oferecer presentes a formadores de opinião, promover a autorregulação e enfatizar as ações de responsabilidade social – estratégias amplamente usadas por fabricantes de cigarros, agora são repetidas com maestria pela indústria alimentícia. “É importante usar o bom senso. Um único alimento fará uma diferença profunda em dietas balanceadas que têm muitos alimentos? Acho que não. O conjunto da dieta é o que importa”, afirmou Marion ao Estadão.

Já O Globo chama atenção para o fato de que “O sobrenome só engana quem não conhece a trajetória da acadêmica de 82 anos, por décadas uma das estrelas do departamento de Nutrição, Estudos da Alimentação e Saúde Pública da Universidade de Nova York (NYU). Marion Nestle (que não tem qualquer relação com a Nestlé) é quiçá a inimiga número um dos grandes conglomerados alimentícios. Personagem do documentário ‘Super size me: a dieta do palhaço’ (2004), ela lançou há três anos ‘Soda politics’, seu libelo contra os refrigerantes. Agora é a vez de ‘Uma verdade indigesta’, em que ataca o marketing disfarçado de ciência, aparentemente com credibilidade acadêmica, mas na verdade apenas mais uma estratégia de venda, garante a veterana da cruzada contra os alimentos processados” diz o jornal.

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro receberá dia 13 de maio, um dos lançamentos-debate, iniciativa conjunta entre ACT Promoção da Saúde, Editora Elefante e O Joio e O Trigo. Será às 14h00 no Auditório 111 da Uerj, campus Maracanã com participação da presquisadora Inês Rugani, do Grupo Temático Alimentação e Nutrição da Abrasco e professora no Instituto de Nutrição da Uerj. A livraria abrasquiana comercializará  Uma verdade indigesta: como a indústria alimentícia manipula a ciência do que comemos e Associados Abrasco poderão adquirir a obra com preço especial.

Marion Nestle é professora emérita da Faculdade de Nutrição, Estudos Alimentares e Saúde Pública da Universidade de Nova York. É também professora visitante no curso de Ciências Nutricionais de Cornell. É autora, entre outros, de Food Politics e Soda Politics, nos quais explicita as estratégias da indústria de alimentos para criar confusão na ciência e na formulação de políticas públicas. Ao longo de mais de meio século de carreira acadêmica, acumulou premiações e homenagens.

Comments

comments

Deixe uma resposta