OcupaSUSRJ retira-se do NERJ/MS


Em comunicado oficial divulgado no início da tarde desta segunda-feira (27/06), militantes sociais que abraçaram o OcupaSUSRJ anunciaram a público a desocupação do nono andar do Núcleo Estadual do Rio de Janeiro do Ministério da Saúde (NERJ/MS). A ocupação movimentou o cotidiano dos funcionários do MS e de toda a militância da Saúde carioca e fluminense por 20 dias e promoveu diversas atividades de conscientização e mobilização e participação, mostrando que os movimentos são partidários de uma visão ampla de saúde, e não da doença e das negociatas. A Abrasco parabeniza os militantes e considera a ação vitoriosa, um passo importante no processo de vigilia democrática da sociedade brasileira.

Desde sexta-feira, entidades que ajudaram a construir o movimento foram notificadas sobre uma ação de manutenção de posse exigindo a saída imediata do edifício ocupado. Como de costume, a resposta do Estado à luta dos movimentos sociais foi a repressão e a ameaça do uso da força. “A ação jurídica-policial de 54 páginas possui claro teor político, uma vez que criminaliza a ação política de ocupação de prédio público, o que é absolutamente inconstitucional”, apontou o movimento. Coletivamente, foi decidida pela saída nesta segunda-feira.

Segundo a nota oficial, o “OcupaSUS RJ é e continuará sendo um movimento amplo formado por trabalhadores, usuários do SUS, movimentos sociais e sindicais em defesa da Saúde Pública como direito universal, com serviços gratuitos e de qualidade. Ao longo de 20 dias de ocupação mobilizamos instituições, aulas públicas, oficinas e atividades culturais. Nossa ação possibilitou um amplo, renovado e vivo debate sobre os rumos da saúde e do país. Recebemos grande solidariedade de diversas pessoas e movimentos, o que garantiu vida e sustentação política e estrutural à ocupação. Agradecemos a cada um dos apoiadores que, em sua forma e dentro de suas possibilidades, colaboraram e foram parte desse vitorioso movimento”. Confira nas redes sociais a mensagem na íntegra.

Comments

comments

Deixe uma resposta