Fórum permanente em defesa do Rio Doce realiza ato e seminário


No último cinco de novembro, o rompimento da barragem de Fundão, no município mineiro de Mariana, completou um ano. Faz um ano que a lama tóxica cobriu toda a extensão dos 853 km da Bacia do Rio Doce, matando formas de vida e afetando drasticamente o equilíbrio da saúde e do meio ambiente de cerca de 3,2 milhões de habitantes.

Para marcar o aniversário da considerada maior tragédia ambiental do país, cerca de 400 pessoa caminharam pelo distrito de Bento Rodrigues, povoado atingido de imediato com o rompimento. Protestos e performances ocorreram junto ao culto ecumênico, no qual 19 cruzes reverenciaram os mortos do evento que não foi um mero acidente.

Nas próximas sexta-feira (18) e sábado (19), será a vez de Governador Valadares fazer suas manifestações. O Fórum Permanente em Defesa do Rio Doce em parceria com a Cáritas Diocesiana de Governador Valadares e a Comissão de Meio Ambiente de Mariana realizaram um ato Cultural e um seminário, reunindo diversos especialistas em Saúde e Ambiente, geografia, agroecologia e demais áreas do conhecimento.

“Nesse momento histórico, em nome do Brasil, clamamos por atitude. Eis a hora de lutarmos, unidos, pela revitalização da Bacia do Rio Doce. Eis o momento de assumirmos um compromisso entre os movimentos sociais, as universidades, escolas, trabalhadores, as empresas, as igrejas, os estudantes, o Ministério Público e a população em geral”, convoca o Padre Nelito Dornelas no panfleto do evento.

Ato Cultural
Sexta-feira, 18 de novembro, das 18h às 21h30
Local: Estacionamento Pedra Negra – Pça da Catedral de Santo Antônio – Gov. Valadares – MG

Seminário
Sábado, 19 de novembro, das 08h às 20h30
Local:Auditório do Colégio Ibituruna – R. Israel Pinheiro, 2244, Centro- Gov. Valadares – MG

Confira outras informações nas redes sociais. 

Comments

comments

Deixe uma resposta