Saúde e Doença na Primeira Infância são temas da Ciência & Saúde Coletiva


A cada ano, quatro milhões de bebês morrem nos primeiros 28 dias de vida no mundo. Isso equivale a mais de 10.000 mortes por dia. Uma boa parte delas está relacionada ao parto prematuro. Em 2000, a Organização Mundial de Saúde criou e pactuou com 191 países, oito objetivos para o desenvolvimento do milênio, sendo o quarto, a redução em dois terços na taxa de mortalidade de crianças menores de cinco anos de idade até 2015.

No Brasil, a taxa de mortalidade infantil foi de 14/1000 nascidos vivos em 2011. O país já alcançou, nesse caso, a meta dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Entretanto, a mortalidade neonatal não tem apresentado a mesma velocidade de decréscimo e as taxas de prematuridade apresentam aumento, o que pode se dever a várias causas como o abuso no uso da cesariana. Muitos são os temas relativos à primeira infância que são tratados neste número temático, como: o aumento dos partos prematuros, o abuso das cesarianas, a ocorrência do nascimento de pré-termos tardios. Assim como questões relativas à mortalidade infantil, às desigualdades ao nascer, à qualidade do sistema de notificação dos nascidos vivos, à assistência pré-natal e ao parto segundo as orientações da OMS, à amamentação e a alimentação complementar e muitos outros, incluindo-se também a saúde das crianças até cinco anos de idade.

1. Intenção de amamentar e de introdução de alimentação complementar de puérperas de um Hospital-Escola do sul do Brasil – Adriana Kramer Fiala Machado; Vanessa Winkel Elert; Alessandra Doumid Borges Pretto; Carla Alberici Pastore

2. Desigualdades no pré-natal em cidade do Sudeste do Brasil – Sandra Costa Fonseca; Daniela da Silva Alves Monteiro;Camila Moraes de Souza Camacho Pereira; Ana Carolina Daflon Scoralick; Mariana Gomes Jorge; Suelem do Rozario.

3. Adequação do processo de assistência pré-natal segundo critérios do Programa de Humanização do Pré-natal e Nascimento e da Organização Mundial de Saúde – Rúbia Bastos Soares Polgliane; Maria do Carmo Leal; Maria Helena Costa Amorim; Eliana Zandonade; Edson Theodoro dos Santos Neto.

4. Avaliação da qualidade dos dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos e do Sistema de Informações sobre Mortalidade no período neonatal, Espírito Santo, Brasil, de 2007 a 2009 – Laura Pedroza da Silva; Claudia Maria Marques Moreira; Maria Helena Costa Amorim; Denise Silveira de Castro; Eliana Zandonade

5. Aleitamento materno em crianças de 0 a 59 meses no Estado de Pernambuco, Brasil, segundo o peso ao nascer – Maria de Fátima Costa Caminha; Pedro Tadeu Álvares Costa Caminha de Azevedo; Bernardo Barbosa Sampaio; Victor Montenegro Cavalcanti de Acioly; Marcela Patrícia Macêdo Belo; Pedro Israel Cabral de Lira; Malaquias Batista Filho.

6. A Atenção Primária à Saúde e seus atributos: a situação das crianças menores de dois anos segundo suas cuidadoras – Marcos Mesquita Filho; Bruna Suellen Raimundo Luz; Cristina Sousa Araújo.

7. Análise espacial da mortalidade infantil e adequação das informações vitais: uma proposta para definição de áreas prioritárias – Mirela Rodrigues; Cristine Bonfim; José Luiz Portugal; Paulo Germano de Frias; Idê Gomes Dantas Gurgel; Tadeu Rodrigues Costa; Zulma Medeiros.

8. Variáveis de impacto na queda da mortalidade infantil no Estado de São Paulo, Brasil, no período de 1998 a 2008 – Eloisio do Carmo Lourenço; Luciane Miranda Guerra; Rogerio Antonio Tuon; Sandra Maria Cunha Vidal e Silva; Glaucia Maria Bovi Ambrosano; José Eduardo Corrente; Karine Laura Cortellazzi; Fabiana de Lima Vazquez; Marcelo de Castro Meneghim; Antonio.

9. Peso ao nascer e fatores associados ao período pré-natal: um estudo transversal em hospital maternidade de referência – Jane de Carlos Santana Capelli; Juliana Silva Pontes; Silvia Eliza Almeida Pereira; Alexandra Anastácio Monteiro Silva; Cleber Nascimento do Carmo; Cristiano Siqueira Boccolini; Maria Fernanda Larcher de Almeida.

10.Atitudes infantis face aos cuidados de saúde e perceção de dor: papel mediador dos medos médicos – Sara Costa Fernandes; Patrícia Arriaga; Francisco Esteves.

11.Doenças crônicas em crianças e adolescentes: uma revisão bibliográfica – Martha Cristina Nunes Moreira; Romeu Gomes; Miriam Ribeiro Calheiros de Sá

12.Utilização do método linkage na identificação dos fatores de risco associados à mortalidade infantil: revisão integrativa da literatura – Sheila Lima Diógenes Santos; Ana Roberta Vilarouca da Silva; Viriato Campelo; Fabiana Teles Rodrigues; José Francisco Ribeiro

Artigos de temas livres

13. Os desafios da nanotecnologia para a vigilância sanitária de medicamentos – Ariane de Jesus Sousa Batista; Vera Lúcia Edais Pepe

14.Implementação de programas multiestratégicos: uma proposta de matriz avaliativa – Rosana Magalhães

15. Soroprevalência e fatores associados ao Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) e sífilis em presidiários do Estado de Pernambuco, Brasil – Ana Cecília Cavalcanti de Albuquerque; Débora Maria da Silva; Deyse Caroline Cabral Rabelo; Waldenia Agny Torres de Lucena; Paloma Cássia Silva de Lima; Maria Rosângela Cunha Duarte Coelho; Guilherme Gustavo de Brito Tiago

16.A experiência de uma instituição pública na formação do profissional de saúde para atuação em atenção primária – Flávia Cristina Castilho Carácio; Lucieni de Oliveira Conterno; Maria Amélia de Campos Oliveira; Ana Claudia Heiras de Oliveira; Maria José Sanches Marin; Luzmarina Aparecida Doretto

17. Mestrado Profissional em Saúde Pública: do marco legal à experiência em uma instituição de pesquisa e ensino – Gideon Borges dos Santos; Virginia

18. Descarte de medicamentos: uma análise da prática no Programa Saúde da Família – Tatiane de Oliveira Silva Alencar; Carla Silva Rocha Machado; Sônia Carine Cova Costa; Bruno Rodrigues Alencar

19.Estudo da carga de doença das condições orais em Minas Gerais, Brasil, 2004-2006 – Jurema Corrêa da Mota; Joaquim Gonçalves Valente; Joyce Mendes de Andrade Schramm; Iuri da Costa Leite

20.Princípios de universalidade, integralidade e equidade em um serviço de atenção à saúde auditiva – Nubia Garcia Vianna; Maria de Lourdes Tavares Cavalcanti; Moab Duarte Acioli

21.Pesquisa qualitativa na produção científica do campo da bioética – Carlos Dimas Martins Ribeiro; Ivia Maksud; Lenita Barreto Lorena Claro; Julio Wong

22. Capital social en áreas rurales: adaptación al español y validación factorial de una escala – Julián Alfredo Fernández Niño; Carlos Eduardo Pinzón Flórez; José Moreno Montoya; Magda Cristiana Cepeda Gil; Álvaro Javier Idrovo

23. Adaptación transcultural del cuestionario KIDSCREEN para medir calidad de vida relacionada con la salud en población mexicana de 8 a 18 años – Carlos Alejandro Hidalgo-Rasmussen; Luis Rajmil; Rosa Montaño Espinoza

24. Suicídio e trabalho em metrópoles brasileiras: um estudo ecológico – Roger Flores Ceccon; Stela Nazareth Meneghel; Juliana Petri Tavares; Liana Lautert

25.Avaliação da acessibilidade ao Centro de Especialidades Odontológicas de abrangência macrorregional de Sobral, Ceará, Brasil – Vicente de Paulo Teixeira Pinto; Alrieta Henrique Teixeira;Paulo Roberto Santos; Maria Walderez Andrade de Araújo; Mário Áureo Gomes Moreira; Sérgio Ricardo

26.Entre cuidar e vigiar: ambiguidades e contradições no discurso de uma agente penitenciária – Mariana Barcinski; Bibiana Altenbernd; Cristiane

27.Prevalência e fatores associados à violência sofrida em mulheres encarceradas por tráfico de drogas no Estado de Pernambuco, Brasil: um estudo transversal – Valquíria Pereira Ferreira; Maria Arleide da Silva; Carlos Noronha Neto; Gilliatt Hanois Falbo Neto; Cynthia Vasconcelos Chaves; Rodrigo Pereira Bello

28.Aplicabilidade prática do empowerment nas estratégias de promoção da saúde – Janaina Medeiros de Souza; Adriana Dutra Tholl; Fernanda Peixoto Córdova; Ivonete Teresinha Schülter Bussa Heidemann; Astrid Eggert Boehs; Rosane Gonçalves Nitschke

29. Itinerários terapêuticos de travestis da região central do Rio Grande do Sul, Brasil – Martha Helena Teixeira de Souza; Marcos Claudio Signorelli; Denise Martin Coviello; Pedro Paulo Gomes Pereira

30.Preferência por comportamentos favoráveis à prática de atividade física e nível de atividade física de crianças de uma cidade do sul do Brasil – Renata Moraes Bielemann; Mariana Otero Xavier; Denise Petrucci Gigante

The lunatic, the street, the community. Relations of the city with madness in the situation on the street. Pagot AM. Resenhado por Ana Paola Frare

Comments

comments

Um comentário sobre “Saúde e Doença na Primeira Infância são temas da Ciência & Saúde Coletiva

Deixe uma resposta