Diretoria define estratégias para o próximo Abrascão e o aniversário da entidade


Reunidos no departamento de Medicina Social da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), a diretoria da Abrasco  dias 27 e 28 de março. Dentre elas, a data do próximo Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva – o 11º Abrascão, que será realizado em Goiânia de 27 de julho a 1º de agosto de 2015.

O 11º Abrascão terá ainda seus eventos preparatórios calcados nos temas da nova agenda estratégica da saúde, elaborada pelos integrantes do Movimento da Reforma Sanitária. “São cinco os eixos que compõem a atual agenda da saúde: modelo de desenvolvimento sustentável e inclusivo; modelo de participação social; as redes de atenção à saúde e padrão tecnológico de assistência; o modelo de gestão do trabalho e da educação em saúde e regionalização; o Financiamento. A princípio, teremos 5 eventos preparatórios que abordarão estes cinco temas” explica Luis Eugenio de Souza, presidente da Abrasco.

Movimento da Reforma Sanitária

A 8ª Reunião da Diretoria e Conselho da Abrasco aconteceu no Departamento de Medicina Social da Universidade Federal de Pelotas e ainda no Centro de Pesquisas Epidemiológicas, também da UFPel. Estiveram presentes, além de Luis Eugenio Souza: Nelson Gouveia, Nilson do Rosário, Elias Rassi, Luis Facchini, Carlos Silva, Thiago Barreto e Inês Genoese. A cada informe dado uma breve discussão detalhava o assunto e os encaminhamentos se faziam quase que imediatamente. Sobre o Movimento da Reforma Sanitária, foi dada especial atenção aos eventos da Abrasco neste ano eleitoral. No próximo dia 8 de abril, haverá a reunião da Comissão Geral da Câmara dos Deputados, que reúne todas as Comissões da Casa, com possível participação abrasquiana. Ficou acordada ainda, a redação de um documento assinado pelas entidades integrantes do Movimento, a ser distribuído aos parlamentares.

Também ficou acordada a construção de uma agenda de encontros do Movimento com os candidatos. O objetivo é criar espaços para uma delegação pautar os temas da reforma sanitária e entregar o documento com a agenda política. Será solicitada uma reunião com a Diretoria do Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde) para avaliar a possibilidade de um debate sobre o temário do Movimento, durante o XXX Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, que este ano acontecerá no município de Serra, no Espírito Santo, de 1 a 4 de junho.

 35 anos da Abrasco 

No dia 23 de setembro, será realizada uma solenidade comemorativa na sede da OPAS – Organização Pan-Americana da Saúde, em Brasília. O local foi escolhido para lembrar que a fundação da Abrasco aconteceu nesse espaço. Para a cerimônia, serão convidados os ex-presidentes, ex-diretores, ex-conselheiros, ex-secretários-executivos e membros das equipes que ao longo de quase 4 décadas, contruíram a Abrasco. Ainda para as comemorações, será realizado um documentário em homenagem a Eleutério Rodriguez, um dos gigantes da Saúde Coletiva no Brasil, falecido no fim do ano passado, em São Paulo. O material será apresentado durante o 9º Congresso Brasileiro de Epidemiologia, em setembro.
Café da Equidade

No segundo dia da 8º Reunião, a Abrasco participou do ‘Café da Equidade’ – um seminário que envolveu alunos e docentes do Programa de Pós-graduação em Epidemiologia da UFPel. Os participantes discutiram os desafios e as perspectivas da concepção de Cobertura Universal de Saúde proposta pela Organização Mundial da Saúde e suas diferenças com a concepção de sistemas universais de saúde. A mesa de abertura do debate foi composta pela vice-reitora da UFPel, Denise Gigante, pela coordenadora do PPG em Epidemiologia da UFPel, Iná dos Santos, pelo presidente da Abrasco Luis Eugenio Souza, e pelo conselheiro da Abrasco e professor do PPG em Epidemiologia, Luiz Augusto Facchini.

Para o secretário executivo da Abrasco, Carlos Silva, os acertos referentes ao fortalecimento estruturante da Secretaria Executiva da Abrasco para garantir o bom funcionamento, estão entre os pontos importantes da reunião. “Pontuo ainda nossa participação na atividade ‘café da equidade’, certamente uma demonstração dinâmica e participativa na aprendizagem na área de epidemiologia” refere Carlos.

 

ACESSE AQUI A MEMÓRIA DESTA REUNIÃO

Comments

comments

Deixe uma resposta