Questão indígena e ditadura militar em debate hoje, no Rio


Organizado por um grupo de pesquisadores de universidades como UFRJ, UFF, UNIRIO, UFRRJ, UERJ, PUC, CPDOC-FGV e com o apoio do GT Saúde Indígena da Abrasco (GTSI), o Museu do Índio do Rio de Janeiro promove hoje, 1º de abril, a mesa-redonda Povos Indígenas e a Ditadura Militar – a questão indígena de 1964 até hoje.

 

O evento contará com importantes pesquisadores do área, como Tonico Benites, indígena da Kaiowá/Guarani e prof. dr. da Faculdade Intercultural Indígena/Universidade Federal da Grande Dourados; Marcelo Zelic, vice-presidente do Grupo Tortura Nunca Mais – SP e membro da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de São Paulo; José Ribamar Bessa Freire, prof. dr. da Unirio e da UERJ e coordenador do Programa de Estudos dos Povos Indígenas e Neimar Machado de Sousa, prof. dr. também da Faculdade Intercultural Indígena/UFGD. A mediação será de Cesar de Miranda e Lemos, prof. dr. de História Regional e Populações Indígenas da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS).

 
Povos Indígenas e a Ditadura Militar – a questão indígena de 1964 até hoje
Dia: 1º/04 – terça-feira, às 19 horas
Local: Museu do Índio
Endereço: Rua das Palmeiras, nº 55, Botafogo
Não é necessário inscrição prévia – entrada gratuita

Comments

comments

2 comentários sobre “Questão indígena e ditadura militar em debate hoje, no Rio

  1. Olá, boa tarde
    Gostaria de saber se há algum material disponível para leitura sobre essa mesa redonda. Sou professora de uma escola da prefeitura de São Paulo e tenho um grupo de alunos do 8º ano, que está estudando este tema.
    Desde já agradeço
    Flavia

Deixe uma resposta