Nota pública da Abrasco sobre estupro coletivo e feminicídio na cidade de Castelo do Piauí (PI)


A Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco, por meio de seu Grupo Temático de Gênero e Saúde, tem sido uma associação sempre preocupada com os Direitos Humanos e os Direitos das Mulheres, apoiando e incentivando seu debate no campo da Saúde e em toda a sociedade. Busca, nesse sentido, não apenas fortalecer a formação específica de seus profissionais nos marcos desses Direitos, mas sua incorporação nas políticas de saúde, monitorando-as.

É em defesa desses mesmos Direitos que, hoje, vem a público expressar sua solidariedade para com as vítimas adolescentes, meninas entre 15 e 17 anos, do ocorrido na cidade de Castelo do Piauí (PI) em 27 de maio. A impunidade e a invisibilidade das violências estimula sua permanência na sociedade e por isso a Abrasco vem externar aqui seu mais profundo repúdio a tais atos, bem como a preocupação de que os responsáveis sejam identificados e punidos, exortando, ademais, a sociedade brasileira para que se abra cada vez mais a estratégias de reconhecimento e prevenção das violências em nosso meio.

Associação Brasileira de Saúde Coletiva

Comments

comments

Deixe uma resposta