GT de Monitoramento e Avaliação participa de debate sobre regionalização na II EXPOGEP


Realizada entre os dias 2 e 6 de fevereiro, a II Mostra Nacional de Experiências em Gestão Estratégica e Participativa no SUS (II EXPOGEP) reuniu mais de 3,6 mil participantes que debateram formas mais ativas de aproximar a prestação dos serviços de saúde à população. Entre os cinco temas centrais do evento, o eixo Governança e Regionalização contou com a participação dos professores Edson Tamaki, da UFMS, e Cristina Calvo, da UFSC, ambos do grupo temático de Monitoramento e Avaliação de Programas e Políticas de Saúde da Abrasco.

 

Com o objetivo de discutir a regionalização como eixo estruturante do SUS, o seminário foi organizado em três mesas, cada uma com um tema relacionado ao eixo e apresentação de experiências realizadas em todo o país. O debate sobre avaliação dos serviços foi o centro das discussões na sessão de encerramento, que teve a coordenação de Tamaki. O professor destacou a importância de se definir indicadores-base para avaliar os serviços regionais de saúde. “É necessário um conjunto de aspectos essenciais da organização e do funcionamento das regiões de saúde para permitir seu monitoramento e a avaliação do cumprimento dos preceitos constitucionais de uma saúde universal, integral e equânime em todo o território do país”.

 

Entre as experiências, foram apresentadas a construção de regiões de saúde no estado de Rondônia e os resultados de um processo avaliativo com base nos dados do Índice de Desempenho do SUS (IDSUS). Ao final, foram propostos a construção um painel de monitoramento e avaliação da gestão do SUS e o desenho de uma matriz para fins de monitoramento.

 

Para Edson Tamaki, encontro foi produtivo e mostra o tamanho do desafio de se pensar o modelo para estruturar as regiões de saúde do país. “Há necessidade de que cada região busque instrumentos que se adequem às suas particularidades regionais, no entanto, pôde-se observar no debate que a conformação das regiões de saúde ainda constitui a grande questão a ser resolvida.”Além da mesa do seminário sobre Governança e Regionalização, a Abrasco, na figura de seu presidente, participou de outros dois eventos da II EXPOGEP. Confira aqui.

Comments

comments

Deixe uma resposta