Graduação em Saúde Coletiva em debate no Conselho Nacional de Saúde


A 260ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Saúde, ocorrida nos dias 08 e 09 de Outubro de 2014, em Brasília (DF), contou com a representação do Fórum de Graduação em Saúde Coletiva da Abrasco, além de graduandos da Universidade de Brasília e Bacharéis em Saúde Coletiva de Brasília e do Rio Grande do Sul. A presidente da Comissão Intersetorial de Recursos Humanos (CIRH), Ivone Cabral, deu ciência ao pleno do Conselho Nacional de Saúde (CNS) sobre o pleito dos cursos de graduação em Saúde Coletiva, o qual envolve o reconhecimento da Saúde Coletiva como profissão de interesse na área da saúde, tendo como implicação a mudança da Resolução CNS nº 287/98.

Ivone Cabral fez uma breve retrospectiva, lembrando que em Abril/2014, o pleito foi formalizado à CIRH e foi tratado durante a reunião desta comissão ocorrida no 11º Congresso Rede Unida, em Fortaleza – CE. Naquele momento, o encaminhamento envolveu solicitar ao Fórum de Graduação em Saúde Coletiva documentos que pudessem subsidiar um parecer da CIRH sobre o assunto.

Os documentos foram analisados e foi pauta nas reuniões ordinárias desta Comissão, ocorridas nos meses de julho e agosto/2014, esta última contou com a presença do professor Antonio Cardoso e estudantes da UnB.

Levando em consideração o avanço do processo, a presidente da CIRH definiu pautar a questão na reunião ordinária do CNS, em outubro. Após o informe, ficou evidente a necessidade de aprofundamento da discussão por parte dos conselheiros, especialmente dos segmentos dos usuários e trabalhadores. Além da necessidade de alinhamento do pleito à plenária.

Segundo José Eri Medeiros, “não há divergência nenhuma da importância do curso e do novo profissional, agora é uma questão de encaminhamentos, de colocarmos a discussão na pauta. A CIRH não tem mais o que discutir”. E continua, “Para o CONASEMS, esse é o profissional formado com a visão que a gente pensa para o SUS, nós desejamos que as demais formações também possam acontecer dessa forma, com uma orientação para o SUS”.

Houve um forte apelo por parte do Fórum de Graduação para que o assunto fosse debatido como item de pauta no pleno do CNS. Assim, alguns conselheiros concordaram em fazer a indicação para esta inclusão de pauta na próxima reunião ordinária no mês de novembro, a ser confirmado pela mesa diretora.

Sobre a avaliação do evento, achamos que esse momento é uma consequência natural do processo desencadeado pelo Fórum de Graduação, em Abril/2014. Até então, a discussão estava circunscrita no âmbito da CIRH e agora conseguimos garantir a inclusão como ponto de pauta na plenária do CNS. Temos um dever de casa a cumprir, e o nosso colegiado gestor se reunirá nas próximas semanas com a diretoria da Abrasco e algumas entidades para definição de algumas estratégias em rede.

Confira abaixo a matéria da Rádio Web Saúde sobre a reunião

* Flavia Cavalcante é aluna do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA) e representante discente do Fórum de Graduação em Saúde Coletiva (FGSC)

Comments

comments

2 comentários sobre “Graduação em Saúde Coletiva em debate no Conselho Nacional de Saúde

Deixe uma resposta