Diretoria da Abrasco é renovada durante Assembleia Geral


No fim da tarde da sexta-feira, último dia de julho de 2015, uma nova diretoria assumiu, em Assembleia Geral, o compromisso com a gestão da Associação Brasileira de Saúde Coletiva até 2018. Os 21 novos membros estarão sob a presidência de Gastão Wagner de Sousa Campos, professor titular de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp – Universidade Estadual de Campinas. (Confira a lista com todos os 22 membros da Diretoria, gestão 2015 – 2018)

No começo da Assembleia Geral, o presidente da Abrasco Luis Eugenio Souza, relembrou os eixos assumidos pela diretoria que tomou posse em novembro de 2012. O primeiro eixo se comprometeu com o fortalecimento do campo científico da Saúde Coletiva. Eugenio explicou que esse fortalecimento passa por propiciar aos docentes, estudantes, profissionais da Saúde Coletiva, um espaço para difusão, troca de experiências e intercâmbio de resultados das pesquisas – “Por isso tivemos importantes encontros, ao longo desses 2 anos e meio: nossos congressos, simpósios, seminários. Tivemos a satisfação de vermos 4 programas de Pós-graduação em Saúde Coletiva receberem a nota máxima de avaliação da Capes. Vimos ainda as primeiras turmas de graduação em Saúde Coletiva, e comemoramos o êxito da Revista Ciência e Saúde Coletiva, que este ano está completando 20 anos”, lembrou Eugenio.

O segundo eixo se deu no compromisso com a luta pelo fortalecimento do Sistema Único de Saúde – SUS. “A Abrasco teve uma atuação intensa em prol das lutas no direito à saúde da população. Continuamos pleiteando uma vaga de representação no Conselho Deliberativo CNPq, que infelizmente ainda não conseguimos; continuamos com fragilidades no financiamento de nossas revistas científicas, não conseguimos viabilizar a aceitação de um projeto junto ao Ministério da Saúde com o Scielo – esses desafios continuam”, alertou Luis Eugenio. O presidente fez ainda um agradecimento especial, em nome de toda a diretoria, à Secretaria Executiva da Abrasco: Carlos Siva (Secretário Executivo) e Thiago Barreto (Secretário Executivo Adjunto) e à toda equipe que trabalha cotidianamente na Associação – “Sem o trabalho deles não seria possível estarmos aqui” disse Luis. O professor e atual coordenador do Programa de Economia, Tecnologia e Inovação em Saúde do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia, Luis Eugenio Portela Fernandes de Souza finalizou sua intervenção parabenizando a nova diretoria “Foi uma honra ter recebido a Abrasco de (Luiz) Facchini e é agora com grande satisfação que passo esta diretoria da Abrasco à uma liderança acadêmica, científica e política da importância de Gastão Wagner de Sousa Campos, eu que já o admirava como cientista e militante, agora que o conheço melhor, admiro-o também pela grandeza como ser-humano.Desejo muito sucesso, muita força e muitas vitórias e conquistas para nós todos, para a Saúde Coletiva” emocionou Eugenio.

Durante a Assembleia Geral, o Secretário Executivo da Abrasco, Carlos Silva, apresentou um relatório de prestação de contas com informações atualizadas da Associação e chamou a atenção para o registro oficial do endereço da sede da Abrasco “Estamos finalizando o processo que nos assegura o endereço da Associação na Av. Brasil, 4365, no prédio do Centro de Estudos, Políticas e Informação sobre Determinantes Sociais da Saúde (CEPI-DSS), no campus de Manguinhos da Fiocruz, no Rio de Janeiro” informou Carlos.

Foi a Comissão Eleitoral composta por Ary Miranda (presidente), Álvaro Matida e Fátima Pivetta, que apresentou o resultado do processo eleitoral, que começou em 1º de junho. Nesta eleição, 2075 associados individuais e 18 institucionais, o que representa 22% dos associados à Abrasco, compuseram o colégio eleitoral. Confira a contagem de votos:

Votos dos Associados Individuais
Na chapa: 396 (94,3%)
Em branco: 24 (5,7%)
Nulo: 0 (zero)
Total: 420
Esse total corresponde a 20,2% do Colégio Eleitoral

Votos dos Associados Institucionais
Na chapa: 03 (75,0%)
Em branco: 01 (25%)
Nulo: 0 (zero)
Total: 4
Esse total corresponde a 22,2% do Colégio Eleitoral

Forte e sustentável

Após a leitura dos votos, seguida da declaração oficial da Comissão Eleitoral que designa a chapa candidata como eleita, o professor Gastão Wagner de Sousa Campos falou pela primeira vez como presidente da Abrasco -“Essa declaração é de agradecimento e reconhecimento, ao Luis Eugenio e à diretoria, tanto pelo apoio e principalmente porque estamos recebendo uma Abrasco mais forte, mais sustentável, com dificuldades, mas mais sustentável do ponto de vista financeiro. Recebemos uma Abrasco com uma estrutura organizacional renovada,após a recente reforma estatutária, o que nos permitiu sermos agora uma diretoria de 22 pessoas dispostas a trabalhar pelos interesses coletivos. Estamos recebendo uma Abrasco com uma enorme legitimidade, a atuação da diretoria que sai agora, consolidou o papel da Abrasco, tanto no espaço acadêmico, quanto no espaço político, nos movimentos sociais, no SUS e nas políticas de saúde. Em nome do grupo, faço também um agradecimento à Secretaria Executiva, e quero agradecer ainda à Comunicação da Abrasco – a Associação tem agora uma capacidade de de interação com os associados muito maior. Agradeço ainda ao Ary Miranda e aos outros membros da Comissão Eleitoral, eles foram rígidos como é preciso ser! Autônomos. E quero agradecer muito especialmente a vocês associados, os ativistas os profissionais, os docentes: que nos incentivam, apoiam, estimulam e sem os quais não conseguimos fazer nada” agradeceu Gastão.

O novo presidente reafirmou o compromisso apresentado no documento ‘Um Projeto Aberto’, o programa da chapa candidata à gestão 2015-2018 – “Daremos continuidade e desenvolvimento ao trabalho da gestão que estamos sucedendo, pela efetividade que tiveram, pela ética, pela abrangência do trabalho. Queremos dar continuidade respondendo às ações desta época bastante difícil que passamos no Brasil. Temos um compromisso de reiventar e fortalecer a democracia interna à Abrasco, aos nossos congressos, pretendemos valorizar nossos Grupos Temáticos, Comissões, Comitê de Assessoramento. Queremos fortalecer o funcionamento da diretoria com a sociedade, buscando formas de financiamento da Abrasco que diminua a nossa dependência do Governo – e isso depende muito da nossa capacidade  de autosustentação pois quanto mais dependemos de recurso público mais limitada fica nossa atuação com a sociedade civil. Sabemos que o valor da anuidade e os valores de inscrições em nossos congressos não são de todo bem recebidos, mas eles refletem o preço de nossa autonomia. Temos então um sério compromisso com a sustentabilidade da Abrasco” afirmou Gastão. A formação em Saúde Coletiva foi outro compromisso assumido pela nova diretoria, para Gastão a nossa formação em Saúde Coletiva não pode estar desvinculada da área da pesquisa, da ciência, da tecnologia e da nossa interação com os órgãos do Governo.

Os participantes das duas diretorias realizaram, pouco antes da Assembleia Geral, um encontro de transição onde já ficou definida a data da primeira Reunião da Diretoria 2015 – 2018: será na sede da Abrasco, dia 2 de setembro.

Comments

comments

Deixe uma resposta