Contra a corrupção nos órgãos e nas empresas públicas de saúde


Diante dos fatos decorrentes da Operação Pulso, executada pela Polícia Federal na manhã de 09 de dezembro de 2015 em várias cidades brasileiras e amplamente divulgada pela mídia e veículos da imprensa, a Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco – vem a público posicionar-se duramente contra toda e qualquer prática corrupta realizada no interior do Ministério da Saúde e em suas autarquias e empresas, bem como em qualquer espaço e função da vida pública em nosso país. O eventual envolvimento de associados e militantes da reforma sanitária em investigações desta natureza nos preocupa e nos mobiliza cada vez mais em defesa do que é publico e de um Sistema Único de Saúde para todos os brasileiros. Apoiamos uma investigação rigorosa e o afastamento imediato das funções públicas, sejam em cargos técnicos ou de confiança, de todos os envolvidos com denúncias de corrupção por entendermos que ela, em si, é um dos mecanismos de desmonte do SUS, tão nociva quanto o subfinanciamento e as práticas clientelistas às quais o movimento pela reforma sanitária brasileira sempre criticou.

Comments

comments

Um comentário sobre “Contra a corrupção nos órgãos e nas empresas públicas de saúde

  1. Como a corrupção é um elemento arraigado na sociedade brasileira, permeando os mais diversos níveis das esferas sociais, não é de se estranhar que pessoas ligadas a causa mais do que justa da reforma sanitária estejam envolvidas.
    A crise politica e ética que o pais assiste é uma oportunidade de mudança da cultura de desrespeito ao dinheiro publico. doa a quem doer
    Maria Luiza Heilborn
    Instituto de Medicina Social

Deixe uma resposta