Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde define ações para plano diretor


Reunida em 17 e 18 de fevereiro na Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP), a Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde da Abrasco definiu importantes passos para o planejamento de suas atividades.  Está marcado para setembro o primeiro encontro nacional para o debate de importantes temas da área e houve uma apresentação das estruturas para o VII CBCSHS, que será realizado em setembro de 2016 na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

Estiveram presentes representantes dos programas de pós-graduação da UECE; Santa Casa de São Paulo; UFC; FSP/USP; UFF, UniSinos, UniSantos; DMP- FMUSP; UFMG; ENSP/Fiocruz; UFMT; UnB; IMS/Uerj; UFRGS e Instituto de Saúde (SES –SP). Eles avaliaram junto com a Secretaria Executiva da entidade as atividades do último congresso. O VI CBCSHS, realizado em novembro de 2013 na Uerj, foi um marco na quantidade de eventos e de convidados internacionais. Ao todo, foram 90 atividades, entre debates, mesas redondas e palestras, quase o dobro das 53 ações da quinta edição, de 2011, em São Paulo. Foram recebidos 25 pesquisadores estrangeiros, entre latino-americanos, canadenses e franceses, um alto grau de troca de conhecimentos com diferentes pensamentos da Saúde Coletiva e Pública. As atividades do Espaço Saúde e Letras, a participação de alunos da graduação do IESC/UFRJ como monitores e as ações de comunicação também tiveram destaque positivo na avaliação.

Outras importantes discussões do primeiro dia abordaram os produtos do congresso. O projeto Memória, que conta a história do campo por meio de recursos audiovisuais, está à disposição dos programas e instituições para divulgação, bastando combinar com a Comissão formas de viabilizar a exposição. Já o projeto Perfil, que iniciou o mapeamento da produção acadêmica, prosseguirá ao longo deste ano. A Comissão elaborará um termo de referência para ser aprovado pela revista Ciência & Saúde Coletiva para uma possível edição que reflita os principais temas discutidos no evento científico.

Plano diretor e Cuiabá 2016: Na terça-feira (18), os pesquisadores debruçaram-se sobre a construção do plano diretor da Comissão, que pretende estabelecer os principais debates e posições do campo. Com quatro eixos norteadores (Ensino, Pesquisa, Político-Institucional e Extensão), os grupos responsáveis definirão termos de referência para cada linha, que serão debatidas internamente e depois com o conjunto do campo em simpósios e encontros preparatórios para o VII CBCSHS. Há o interesse da Comissão que o primeiro momento desses encontros deva ocorrer durante o pré-congresso do Epivix, em setembro, na cidade de Vitória. Os ajustes estão a cargo da Secretaria Executiva com a Comissão Científica do Congresso.

Ao final da reunião, a professora Reni Aparecida Barsaglini apresentou as primeiras informações sobre a estrutura da UFMT para sediar o próximo congresso. Novas salas de aula e auditórios com ar condicionado e infraestrutura multimídia estarão à disposição dos congressistas num evento que pretende manter a construção coletiva como no último congresso e ampliar as trocas entre graduação e pós-graduação. “Passamos por um processo de conhecimento do campo e de novo funcionamento da Comissão. Aceitei estar nesta função porque acredito nesta forma de trabalho que nos faz crescer enquanto grupo e coletividade dentro da Saúde”, reforçou a professora Tatiana Gerhardt, coordenadora da Comissão, ao agradecer a participação dos presentes na reunião. O próximo encontro da Comissão deverá ser em Brasília.

Comments

comments

Um comentário sobre “Comissão de Ciências Sociais e Humanas em Saúde define ações para plano diretor

Deixe uma resposta