Capes aprova criação do ProfSaúde: mestrado em Saúde da Família


A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) publicou, no dia 29 de outubro, a aprovação do Mestrado Profissional em Saúde da Família em Rede Nacional (ProfSaúde), proposto pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco), em parceria com a Fiocruz, a Associação Brasileira de Educação Médica (Abem) e a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC), contando com o apoio dos ministérios da Saúde e da Educação.

“A aprovação do ProfSaúde é um marco para a formação em Saúde da Família no Brasil, lembrando que temos 40.000 equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) em atividade no país e não temos docentes e preceptores com formação na área em número suficiente para os cursos de graduação, residência, especialização, mestrado e doutorado”, ressaltou o coordenador do ProfSaúde, Luiz Facchini.

Para ele, o mestrado contribuirá para que a formação dos futuros médicos, enfermeiros, odontólogos e demais profissionais de saúde seja feita por docentes qualificados e titulados na área. Isso potencializará as atividades de ensino, pesquisa e extensão em Saúde da Família, tanto na academia, quanto nos serviços de saúde.

“O ProfSaúde é um desafio que deve conjugar as necessidades de formação impostas por um país da dimensão do Brasil e ao mesmo tempo atender aos critérios determinados pela Capes para a pós-graduação stricto sensu. É uma construção coletiva, para a qual contribuem diversas instituições de ensino, com o objetivo de oferecer formação de alta qualidade a profissionais da rede básica”, enfatizou a vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação, Nísia Trindade Lima.

O programa tem o objetivo de formar profissionais que atuam na saúde da família e na atenção básica em todo país, em sintonia com os objetivos do Programa Mais Médicos. O mestrado visa ainda estabelecer uma relação integradora entre o serviço de saúde, os trabalhadores e os usuários, afirmando os valores constitucionais de universalidade, integralidade, equidade, descentralização e participação social, favorecendo a superação de obstáculos estruturais, para consolidação da Estratégia de Saúde da Família como política pública efetiva.

O curso será oferecido como continuidade da formação do Programa Mais Médicos. A primeira turma terá 200 vagas e contará com a participação de instituições de ensino e pesquisa. O mestrado, a princípio, é direcionado para os preceptores que ainda carecem de formação e para os médicos brasileiros. O lançamento do primeiro edital do ProfSaúde está previsto para o 1º semestre de 2016 e nele serão estabelecidos os detalhes do processo seletivo.

Comments

comments

30 comentários sobre “Capes aprova criação do ProfSaúde: mestrado em Saúde da Família

  1. Olá, tenho interesse em fazer mestrado nessa área. Sou enfermeira e tenho Pós em Saúde da Família. Trabalho no CAPS ( centro de atenção psicossocial) enfermeira em saúde mental. Amo trabalhar nessa área , tenho um imenso carinho pelos usuários onde atuo. Espero conseguir essa vaga, para então investir mais em meu conhecimento. Um abraço! Att, Vanderléa.

  2. Trabalho na secretaria de saúde de Minas Gerais na atenção primária do regional de Belo Horizonte,sou enfermeira e atuo no Programa de Hanseníase e atualmente com interesse em práticas integrativas e complementares .
    Não tive oportunidade em fazer mestrado ,mas sempre trabalhei no Sus com saúde pública.

  3. Quem trabalha como enfermeiro do PSF com carga horária de 40 hs. semanais á possibilidade de realizar este mestrado? É um desejo esperado de muitos enfermeiros que atuam no PSF, além de buscar mais conhecimento, beneficiará a comunidade assistida.

  4. Sou enfermeira e gostaria de ser informada quando abrir as inscrições, para poder efetivar a minha vaga, e espero que disponham vagas para enfermeiro que geralmente só disponibilizam para médicos.

  5. Olá sou enfermeira e atuo no ESF de Porto Seguro BA e estou muito interessada em fazer o mestrado… Gostaria de receber informações sobre a inscrição… Aguardo anciosa por mais notícias… Desde já agradeço!

  6. Olá sou cirurgiã dentista, atuo na área de Psf a 7 anos , possuo pôs em Psf e saúde coletiva e tenho interesse no mestrado , por favor me enviem informações se dentista poderá ingressar nas vagas grata

Deixe uma resposta