Atuais e necessários: conheça os mais vendidos na Abrasco Livros em 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

Qualidade acadêmica, debate atualizado, panoramas amplos e com profundidade, lacunas na bibliografia. O que define o sucesso de um livro? Não há uma única resposta, nem mágica. Há sim muito trabalho, experiência e alegrias na trajetória. É o que contam as autoras e organizadoras das três obras mais vendidas em 2018 pela Abrasco Livros.

Dentro de um catálogo com quase sete mil títulos, constantemente renovadas e expostas tanto na loja física, junto ao térreo da ENSP/Fiocruz; na loja virtual, e em ações itinerantes em eventos e congressos, a Abrasco Livros movimenta a produção de conhecimento da Saúde Coletiva e áreas afins e complementares, oferecendo ao público uma seleção de sucesso. Ou seja, de livros com alta qualidade, atualizados, necessários e que preenchem as lacunas na sua biblioteca.

Associadas e Associados Abrasco têm 15% de desconto. Clique e associe-se!

Autores e organizadores dos três primeiros títulos melhor ranqueados foram convidados a darem seus depoimentos sobre as obras. Em comum, foram lançadas no ano passado e compõem o portfólio da Editora Fiocruz.

O primeiro colocado, Atenção Primária à Saúde no Brasil: Conceitos, Práticas e Pesquisa, é uma coletânea com mais de 20 artigos sobre a temática, responsável pela atenção à saúde de mais da metade dos brasileiros. “Estamos plenamente satisfeitos, convencidos e esperançosos sobre a adequação e temporalidade da contribuição dessa obra” diz Maria Helena M. de Mendonça, uma das organizadoras junto com Gustavo C. Matta, Roberta Gondim e Lígia Giovanella.

Com o objetivo de apresentar um panorama sobre as principais questões que deram vida à história da implementação da política nacional da APS brasileira nos últimos anos, o livro traz o debate sobre os atuais desafios à consolidação do direito humano à saúde como valor fundamental para a construção do SUS e para a garantia de um cuidado digno e integral para a população brasileira. “Essa obra preenche uma lacuna no acervo da Editora Fiocruz e se constitui em uma construção coletiva, profunda, apoiada em abordagens diversas e de caráter multidisciplinar onde cada uma temática resulta da dedicação e expertise dos autores/pesquisadores” completa Roberta Gondim.

Já em Teoria da Reforma Sanitária – Diálogos Críticos, Sonia Fleury volta a reunir, quase 30 anos após o lançamento de Reforma Sanitária – em busca de uma teoria, um grupo de pensadores para debater os avanços políticos, jurídicos e simbólico de um movimento de teoria e prática em defesa da vida das pessoas. A obra conquistou o segundo lugar.

“O sucesso de vendas do livro mostra que foi acertada nossa decisão de atualizar o debate sobre a teoria e estratégias políticas da Reforma Sanitária, revisitando produções anteriores e estabelecendo um debate crítico com autores que se debruçaram sobre esse tema mais recentemente” ressalta Sonia, destacando o interesse dos mais jovens nessa discussão por produzir sentidos em suas práticas profissionais e políticas.

“Esse exercício teórico pode parecer demasiadamente especulativo, pois não está voltado para propor soluções imediatas sobre a gestão do SUS. No entanto, é preciso ter em conta que não existe gestão pública que não seja um ato político, com direção e sentido, com alianças, ganhadores e perdedores. Sem uma compreensão da política de saúde como um espaço de disputa de poder tendemos a ver o uso da técnica como um moto próprio, alienando-nos de sua função potencial de subordinação ou emancipação política, a depender de como é utilizada” finaliza a pesquisadora.

As autoras Telma Menicucci e Sandra Gomes deram vida ao debate sobre o atual estágio do Estado de bem-estar no Brasil pela obra Políticas Sociais: Conceitos, Trajetórias e a Experiência brasileira, novo título da coleção “Temas em Saúde”, que pela qualidade e praticidade, é uma das mais procuradas e presente nesse terceiro lugar e em outras posições no ranking dos 10 mais vendidos.

Para Telma, a obra tem o mérito de sintetizar conceitos e abordagens analíticas sobre políticas sociais, sua evolução nos países europeus pioneiros, na América Latina e, particularmente de forma mais aprofundada no país, justamente numa conjuntura em que a perspectiva dos direitos está ameaçada de sair da agenda política nacional.

“É um registro histórico do país que vínhamos construindo até recentemente e no qual as políticas sociais contribuíam bastante para a redução das desigualdades que, sem dúvida, é uma das maiores chagas brasileiras. Creio que esse livro saiu em momento importante da história das políticas sociais no Brasil e ficamos muito felizes e gratificadas por estar tendo boa divulgação e saída na livraria da Abrasco” concluiu a professora.

Confira o ranking dos 10 livros mais vendidos na Abrasco Livros em 2018 – Clique nos títulos e compre online

📕#1 Atenção Primária à Saúde no Brasil: Conceitos, Prática e Pesquisa

📗#2 Teoria da Reforma Sanitária – Diálogos Críticos

📘#3 Políticas Sociais: Conceitos, Trajetórias e a Experiência Brasileira

📙#4 Subcidadania Brasileira: para entender o país além do jeitinho brasileiro

📕#5 O que é o SUS?

📗#6 O jogo como prática de saúde

📘#7 Saúde Mental e Atenção Psicossocial

📙#8 História Saúde Coletiva & Medicina

📕#9 O Apoio Paideia e Suas Rodas

📗#10 Investigação sobre Cogestão Apoio Institucional e Apoio Matricial no SUS

Comments

comments

Deixe uma resposta