Abrasco organiza Debate sobre os desafios da Atenção Primária

A Universidade do Estado do Rio de Janeiro vai receber o Debate “Desafios da Atenção Primária e a necessidade de profissionais de Saúde” organizado pela Abrasco e com participação de todos os institutos de Saúde Coletiva do estado do Rio de Janeiro, Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz e entidades da área. Pesquisadores de instituições formadoras no campo da Saúde Coletiva no Rio de Janeiro serão os expositores e representantes das entidades e movimentos que defendem o Sistema Único de Saúde – SUS e seus profissionais participarão como debatedores. “Estaremos cumprindo o nosso papel e mostrando para a sociedade que não podemos abrir mão do direito universal à saúde tão duramente conquistado ao longo dos últimos 30 anos.”, pontua Gulnar Azevedo e Silva, presidente da Abrasco e coordenadora do encontro.

A professora Ligia Bahia, do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro e ainda pesquisadora da Comissão de Política, Planejamento e Gestão em Saúde da Abrasco abordará dois aspectos do tema Atenção Básica e formação de profissionais: – “O primeiro é a ainda pouca procura da especialidade medicina de família, me parece necessário problematizar o tema e buscar compreender similaridades e distinções entre médicos de família e generalistas. O segundo aspecto refere-se ao fato de médicos de família trabalharem em postos desvalorizados de empresas de planos de saúde. O que nos remete ao debate sobre sistema de saúde e atenção primária. Teremos atenção primária no Brasil mas será privada?” pergunta Ligia.

Do Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal Fluminense virá o professor Aluísio Gomes Júnior que pretende fazer um balanço das conquistas do SUS, na Atenção Básica e discutir as alterações na política de saúde desde 2017 e os problemas gerados por essas medidas – colocando em debate possíveis estratégias de enfrentamento: – “Comentarei também as experiências de ‘flexibilização’ da gestão da força de trabalho na Atenção Básica.” resume Aluísio.

Já Paulo Henrique Almeida, professor do IMS/UERJ irá analisar criticamente as propostas do Ministério da Saúde (MS) relacionadas ao programa Médicos pelo Brasil e suas diferenças em relação ao Programa Mais Médicos, além da proposta de gestão centralizada e terceirizada do Programa e os esboços de propostas de co-pagamento de serviços do SUS pelos usuários.

Confira a programação completa:

Debate “Desafios da Atenção Primária e a necessidade de profissionais de Saúde”

Dia 29 de agosto, às 13h30
Salão Nobre da Faculdade de Direito, 7º andar.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

Coordenação
Gulnar Azevedo e Silva – Abrasco

Expositores

Aluísio Gomes Júnior – ISC/UFF
Cristiane Novaes – ISC/UNIRIO
Ligia Bahia – IESC/UFRJ
Maria Helena Mendonça – ENSP/Fiocruz e Cebes
Paulo Henrique Rodrigues – IMS/UERJ

Debatedores

Associação Brasileira de Economia e Saúde
Rede de Médicas e Médicos Populares
Rede Unida
Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro
Associação de Medicina de Família e Comunidade do Estado do Rio de Janeiro

Comments

comments

Deixe uma resposta