Abrasco Livros movimenta 2º Congresso de Política, Planejamento e Gestão em Saúde em BH


A Livraria da Abrasco esteve presente durante todo o Congresso em Belo Horizonte, dividiu um espaço de 50 m² em parceria com a Abrasco Associados. Na livraria, os congressistas tiveram a oportunidade de atualizar seus acervos bibliográficos com publicações especializadas em saúde coletiva, temas propostos e discutidos durante os três dias de evento. Os associados da Abrasco podiam ainda atualizar seus dados cadastrais e renovação da contrubuição anual diretamente na Livraria, onde a secretaria da Associação montou um receptivo exclusivo para este uso. Uma das atividades já esperada no Congresso foi o Lançamento Editorial Coletivo em parceria  com várias editoras, onde os autores que enriqueceram ainda mais este momento que é muito especial aos congressistas, pois podem trocar idéias entre os pares, numa tarde de autógrafos bem movimentada. 

Lançamento Coletivo – confira as publicações apresentadas:

Federalismo e Políticas Públicas no Brasil

Gilberto Hochman e Carlos Aurélio Pimenta de Faria (orgs.)

Editora Fiocruz

Democracia, eleições, descentralização, participação, financiamento, repartição, cooperação, pactuação: palavras que, cada vez mais, ocupam o espaço público e revelam a importância de estudos sobre o Estado brasileiro. Conhecê-lo é fundamental para que se desenhem e implementem políticas mais eficazes, justas e apropriadas aos nossos problemas. Variadas contribuições para que se cumpram tais objetivos estão reunidas nesta coletânea, cujos capítulos exploram e analisam de diversas maneiras as relações entre o sistema federativo e as políticas públicas. Com a devida espessura teórica, os artigos abordam a estrutura e o funcionamento do Estado brasileiro, assim como suas conexões com o sistema e as instituições políticas, e as consequências para a consolidação da democracia e da cidadania. Em um contexto de revalorização do planejamento governamental no Brasil e de ampliação da esfera pública no país, o livro se dirige tanto aos estudiosos da área quanto aos profissionais diretamente envolvidos com as ações do Estado.

A Organização dos Serviços de Saúde em Londrina: antigos e novos registros de uma experiência em processo

Marcio José de Almeida

Editora INESCO

Com um texto claro, explicativo, a obra retrata o período histórico da década de 1970 – época da gênese do movimento de saúde que hoje existe no Brasil – e relata o pioneirismo de Londrina, ao lado de Campinas e Niterói, os três municípios que primeiro deixaram de ser meros coadjuvantes para assumir papéis relevantes na assistência à população. Marcio Almeida acrescentou à obra acadêmica um posfácio no qual faz a ponte histórica com o presente. Além disso, revisita os momentos primordiais pelos quais passou o movimento de saúde brasileiro em todos estes anos. “É um capítulo a mais, que registra o que houve de 1979 para cá, inclusive a crise do sistema de saúde de Londrina, um verdadeiro desmanche, que vivenciei como vereador (2011-12)”, comenta Marcio Almeida.

Policy Analysis in Brazil

Jeni Vaitsman, José M. Ribeiro e Lenaura Lobato

Policy Press

O livro  traça,  pela primeira vez no Brasil,  um panorama abrangente das atividades de análise de políticas  voltadas para a tomada de decisão  governamental.  Abordando as características específicas  do caso brasileiro, reúne  19 estudos    sobre a análise de políticas  como uma atividade  difundida  em diferentes campos de políticas, com a utilização de diversos métodos  por atores e organizações governamentais e não -governamentais.  É um livro dirigido a  acadêmicos, formuladores de políticas e  estudantes  interessados em  entender como a análise de políticas se desenvolveu e funciona atualmente no Brasil.

A Política Pública Como Campo Multidisciplinar

Eduardo Marques e Carlos Aurélio Pimenta de Faria (orgs.)

Editora Fiocruz (Co-edição Editora UNESP)

Muitas são as disciplinas que têm se dedicado ao estudo das ações do Estado, sobretudo a partir dos anos 1980, quando começaram a ganhar fôlego as pesquisas sobre as políticas públicas. Não só diferentes disciplinas se voltaram para esse campo, como os estudos passaram a focar uma grande variedade de temas. Se, por um lado, a pluralidade de olhares contribui para o avanço das pesquisas, por outro, a dispersão disciplinar e temática indica um risco de fragmentação do campo. A necessidade de sistematizar os estudos na área, mas sem abrir mão de um panorama abrangente, motivou o lançamento desta coletânea, que propõe um diálogo entre ciência política, sociologia, administração pública, antropologia, direito, psicologia, demografia, história e relações internacionais. Os capítulos apresentam as teorias e os enquadramentos conceituais que têm sido produzidos e utilizados por cada disciplina. O objetivo é que esse quadro favoreça uma interpretação colaborativa, construída sobre bases teóricas compartilhadas. Além das universidades e das diferentes esferas do governo, outros atores sociais também têm contribuído para o avanço desse campo. “No plano da sociedade, a instrumentalização do conhecimento científico tem sido uma constante por parte de ONGs e grupos de interesse, que não raro se tornam também produtores de conhecimento acerca das políticas públicas e dos problemas societários”, destacam os organizadores. O livro, portanto, é leitura fundamental para quem se interessa pelos desafios do Estado neste início de século e pelas distintas formas de compreensão das políticas públicas.

Política Pública e Gestão de Serviços de Saneamento (edição ampliada)

Léo Heller e José Esteban Castro (orgs.)

Editora Fiocruz (Co-edição Editora UFMG)

De acordo com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, até 2015, a parcela da população sem acesso ao abastecimento de água e ao esgotamento sanitário deveria ser reduzida, ao menos, pela metade, tendo por referência a situação de 1990. O prazo se aproxima do final e levantamentos indicam que a meta não será atingida em muitos países. E, mesmo se ela fosse cumprida, ainda haveria 1,7 bilhão de pessoas sem acesso ao esgotamento sanitário no mundo, sobretudo as populações mais pobres. Estudos apontam que não faltam soluções tecnológicas nem existem limitações físicas naturais intransponíveis: os obstáculos para a universalização sustentável dos serviços estão ligados a crises de governo e da gestão democrática e a desafios éticos. Portanto, é preciso um esforço sistemático para organizar esse campo em termos conceituais e metodológicos. E esta é justamente a proposta deste livro, dividido em duas partes. A primeira traz um conjunto de reflexões teóricas. A segunda apresenta um leque de experiências nacionais e regionais sobre a política pública e a gestão dos serviços de saneamento, buscando compreendê-las a partir de seus condicionantes históricos e de outros aspectos sistêmicos e estruturais, no longo prazo. São discutidos casos africanos, asiáticos, norte-americanos e europeus. Os 20 primeiros capítulos foram originalmente publicados em inglês. E há seis capítulos inéditos, cinco deles dedicados à análise da experiência brasileira.

 

Saúde Coletiva – teoria e prática

Jairnilson Silva Paim e Naomar de Almeida-Filho

Editora Medbook

 

O foco do livro está centrado nas necessidades e problemas de saúde das populações e nas respostas sociais organizadas para a atenção, intervenção e superação dessa problemática e seus desdobramentos. O livro interessa aos médicos de família e saúde pública, clínicos, professores e alunos de pós-graduação, Serviços Sociais e órgãos da Saúde Pública. Os autores convidados são docentes e pesquisadores representativos dos principais centros de pesquisa e pós-graduação na área de Saúde Coletiva no Brasil. O livro Saúde Coletiva – Teoria e Prática apresenta conteúdos em linguagem direta e objetiva, com exemplos e ilustrações pertinentes a situações e contextos da realidade sanitária nacional.

Saúde, Cidadania e Desenvolvimento – Coleção Pensamento Crítico

Amélia Cohn (org.)

Centro Celso Furtado

Esta obra reúne temas tratados em seminário (2012), que reuniu alguns dos mais importantes profissionais de saúde para debater os caminhos da Saúde, Cidadania e Desenvolvimento no Brasil.

Sistema Único de Saúde: os desafios da gestão interfederativa

Lenir Santos

Editora Saberes

O Sistema Único de Saúde (SUS), no tocante às suas estruturas organizativas, tem como principal desafio o compartilhamento de sua gestão na região de saúde pelos entes federativos. A presente obra aborda este tema de maneira abrangente. A autora, reconhecida por sua atuação no campo da gestão do SUS, utiliza seus conhecimentos de mais de vinte anos e analisa a organização jurídico-administrativa da saúde pública, enfrentando o desafio de harmonizar a descentralização da saúde para mais de cinco mil municípios e vinte e sete estados em nome da sua unidade sistêmica. Sua afirmação de que é preciso regionalizar a descentralização para não fragmentar o SUS e, assim, garantir a integralidade da assistência à saúde é o principal tema desta obra que constrói limites entre institutos jurídicos com a finalidade de garantir sustentação à articulação interfederativa no SUS. 

Revista Ciência & Saúde Coletiva – volume 18, número 06, ano 2013

Trabalho, Educação e Saúde: tendências e perspectivas

Abrasco

 Revista Divulgação em Saúde para Debate – número 49

Cebes

Veja abaixo, a lista das publicações mais vendidas durante o Congresso e todas estão disponíveis em nossa livraria inclusive todo o restante do acervo.

– Saúde Coletiva – teoria e prática
Jairnilson da Silva Paim e Naomar de Almeida-Filho (orgs.)
Editora Medbook

– Planejamento e Gestão em Saúde: conceitos, história e proposta – Col. Temas em Saúde
Francisco Javier Uribe Rivera e Elizabeth Artmann
Editora Fiocruz

– O Que é o SUS? – Col. Temas em Saúde
Jairnilson da Silva Paim
Editora Fiocruz

– Sistema Único de Saúde: os desafios da gestão interfederativa
Lenir Santos
Editora Saberes

– Federalismo e Políticas Públicas no Brasil
Gilberto Hochman e Carlos Aurélio Pimenta de Faria (orgs.)
Editora Fiocruz

– Como e Por Que as Desigualdades Sociais Fazem Mal à Saúde? – Col. Temas em Saúde
Rita Barradas Barata e Roberto Bricño-Léon (orgs.)
Editora Fiocruz

– O Desafio do Conhecimento – pesquisa qualitativa em saúde
Maria Cecília de Souza Minayo
Editora Hucitec

– Redes de Atenção à Saúde – desafios da regionalização no SUS
Silvio Fernandes da Silva (org.)
Editora Saberes

– Planejamento e Gestão Estratégica em Organizações de Saúde – Col. Gestão em Saúde
Jamil Moysés Filho, Helio N. Kestelman, Luiz Carlos Becker Jr. e Mª Cândida S. Torres
Editora FGV

– A Política Pública Como Campo Multidisciplinar
Eduardo Marques e Carlos Aurélio Pimenta de Faria (orgs.)
Editora Fiocruz (Coedição Ed. UNESP) 

Comments

comments

Deixe uma resposta