Rede Brasil Saúde Amanhã debate os próximos 20 anos em seminário


Que sistema de saúde o país precisará oferecer a sua população no ano de 2035? Para pensar esse macro-desafio, seus desdobramentos, barreiras e meios de superação, a Rede Brasil Saúde Amanhã organiza nesta quinta e sexta-feiras, 17 e 18 de setembro, o seminário Brasil Saúde Amanhã: horizontes para os próximos 20 anos. O palco dos debates será o Auditório do Museu da Vida, em Manguinhos. Não é necessária pré-inscrição.

Conduzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) a serviço da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República – SAE/PR, a rede tem como objetivo delinear cenários futuros para a saúde e constituir uma rede permanente de prospecção estratégica num horizonte móvel de cerca de 20 anos. Os primeiros estudos especularam sobre a probabilidade de futuros para a Saúde em 2030 e resultaram na publicação – A Saúde no Brasil em 2030, organizada em cinco volumes e disponível no portal Saúde Amanhã.

O seminário terá a presença do presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, do coordenador executivo da rede Brasil Saúde Amanhã, José Carvalho de Noronha, e dos demais pesquisadores envolvidos nesta iniciativa de prospecção estratégica do futuro, inovadora no país. A abertura será feita pelo ministro da saúde Arthur Chioro. O debate será organizado em torno dos painéis “Saúde: Equidade, Acesso e Regionalização”; “Desenvolvimento, Políticas Sociais e Saúde”; e “Cenários Epidemiológicos, Territórios e Força de Trabalho em Saúde”.

Seminário Brasil Saúde Amanhã: horizontes para os próximos 20 anos
Data: 17 e 18 de setembro, das 10 h às 16h30 horas
Local: Auditório do Museu da Vida – Campus Manguinhos – Fiocruz/RJ
Endereço: Av. Brasil, 4365, Manguinhos, Rio de Janeiro, RJ

Comments

comments

Deixe uma resposta