Países africanos que falam português oferecem oportunidade em projeto de formação em saúde


Angola, Luanda e algumas províncias da África que falam a língua portuguesa, estão divulgando oportunidades de emprego para a área da Saúde Coletiva. Para duas destas oportunidades, o prazo termina no fim do mês de junho, dia 30. Nos dois casos, o perito trabalhará por um período previsível de 24 meses. A data prevista para o início do contrato é novembro de 2015 e o período de implementação é de 30 meses a partir da data da assinatura do contrato. Os interessados devem enviar  Curriculum Vitae para o email zoe.froget@conseilsante.com

– Perito na elaboração de documentos e materiais de apoio, com experiência no setor da saúde ‘Assistência técnica para o reforço institucional de Escolas de Formação de Técnicos de Saúde e Núcleos de Formação Permanente’ O objetivo do projeto financiado pela União Europeia é prestar assistência técnica para o reforço das capacidades nacionais de gestão da formação inicial e permanente dos Recursos Humanos da Saúde, nomeadamente, nas Escolas de Formação de Técnicos de Saúde (EFTS), Núcleos ou Pontos Focais de Formação Permanente (NFP, PF-FP) nas cinco províncias alvo do projeto e nos quinze municípios-alvo selecionados. Este perito colaborará na coordenação do grupo de trabalho e garantirá a versão final dos materiais de apoio à formação esperados.

Habilitações e competências:
Um consultor com formação e comprovada experiência na elaboração de documentos e materiais de apoio à formação em saúde e à sua gestão, possuindo os requisitos seguintes:

Formação superior em Ciências da Formação, outras Ciências Sociais ou Ciências da Saúde.
Fluência em Português (falado e escrito);
Capacidade de trabalhar em equipe.
Experiência Profissional Geral
Experiência de trabalho no setor saúde em países em desenvolvimento (mínimo 3 anos);
Experiência comprovada em desenvolvimento de materiais de apoio à formação, de preferência formação em saúde (mínimo 3 anos).
Experiência profissional Específica
Constitui mais-valia a experiência em formação de formadores ou gestores na área da saúde.

– Chefe de equipe – formação de profissionais de saúde ‘Assistência técnica para o reforço institucional de Escolas de Formação de Técnicos de Saúde e Núcleos de Formação Permanente’. O objetivo do projeto financiado pela União Europeia: Prestar assistência técnica para o reforço
das capacidades nacionais de gestão da formação inicial e permanente dos Recursos Humanos da Saúde, nomeadamente, nas Escolas de Formação de Técnicos de Saúde (EFTS), Núcleos ou Pontos Focais de Formação Permanente (NFP, PF-FP) nas cinco províncias alvo do projeto e nos quinze municípios-alvo selecionados. Este perito será responsável pela coordenação da equipe e a elaboração final dos documentos esperados, bem como do sistema de monitoria e os relatórios previstos.
Habilitações e competências:
Um consultor senior com formação e comprovada experiência na área de formação de profissionais de saúde, com funções de responsável da equipa. Deverá garantir a prossecução dos resultados e a qualidade dos produtos acima enunciados, possuindo os requisitos seguintes:

Formação superior em Ciências da Formação ou Ciências da Saúde;
Fluência em Português (falado e escrito).
Experiência Profissional Geral
Experiência de trabalho no setor saúde em países em desenvolvimento (mínimo 5 anos);
Experiência comprovada em desenvolvimento de programas de formação em saúde (de preferência 10 anos de experiência);
Experiência de gestão de projectos e/ou coordenação de equipa (mínimo 3 anos).
Experiência profissional Específica
Constitui mais-valia a experiência em gestão de instituições de formação em saúde.

 

Comments

comments

3 comentários sobre “Países africanos que falam português oferecem oportunidade em projeto de formação em saúde

  1. solicito informações a respeito do resultado da seleção do Projeto de formação em saúde de países africanos.
    Quando sairá o resultado?
    Em que local será divulgado?

    Grata desde já.

    1. Cara Miraci,

      O processo de seleção não passa pela Abrasco, que apenas divulgou a oportunidade nos meios de comunicação (portal e redes sociais).
      Sugerimos que você e demais interessados façam contato com o e-mail de envio de currículos: zoe.froget@conseilsante.com

      Atenciosamente,
      Bruno C. Dias – Comunicação Abrasco

Deixe uma resposta