Coordenação de área da Capes divulga requisitos para novos cursos de pós-graduação em Saúde Coletiva


Construído pela Coordenação da área de Saúde Coletiva da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e divulgado no último dia 18, o documento requisitos para Apresentação de Propostas de Cursos Novos em Saúde Coletiva (APCN-2017) traz as informações necessárias para as instituições interessadas em ampliar seus programas de pós-graduação ou abrir novos cursos.

As orientações contidas neste documento referem-se a propostas de mestrado acadêmico e doutorado e de mestrado profissional. O documento considera a legislação e regulamentação vigentes e que podem ser consultadas na página eletrônica da Capes, as quais orientam a submissão de propostas de cursos novos.

Segundo Guilherme Werneck, professor associado do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/Uerj), do Instituto de Estudos em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IESC/UFRJ) e coordenador da área junto à Capes, as mudanças da nova versão não foram muitas se comparado com documento anterior. “Os critérios, agora atualizados, são o que regem a submissão de propostas de cursos novos de mestrado e doutorado na área de Saúde Coletiva para o calendário 2017”, explica. Junto com Werneck, compõem a coordenação de área as docentes Hillegonda Maria Novaes, do Programa de Pós-Graduação em Medicina Preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (PPGMP/FMUSP), como coordenadora adjunta de programas acadêmicos; e Eduarda Cesse, do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva do Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães (PPGSC/CpAM/Fiocruz), como coordenadora adjunta de programas profissionais.

Clique no título do documento acima ou acesse na Biblioteca do Fórum de Coordenadores dos Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva

Comments

comments

Deixe uma resposta