Conferência sobre humanização do parto traz experiências internacionais


Com o tema“Acolhendo experiências e irradiando mudanças”, a quarta Conferência Internacional sobre Humanização do Parto e Nascimento acontece de 26 a 30 de novembro, em Brasília. O objetivo do evento é dar visibilidade ao muito que vem sendo feito para tornar parto e nascimento experiências fortalecedoras para a mulher e sua/seu recém-nascida/o, retirando dessa vivência a conotação de momento de grande sofrimento. Ao tentar proceder com essa verdadeira transformação do olhar sobre o parto, a IV CIHPN espera contribuir para mais experiências exitosas de Humanização e de redução de cesáreas desnecessárias no Brasil e no exterior; sensibilizando novos parceiros na estruturação de serviços humanizados na assistência à gestação e ao parto e nascimento; discutindo novos conceitos e experiências sobre o nascimento fisiológico nas diferentes culturas e sociedades, facilitando assim o intercâmbio de saberes entre pesquisadoras/es, universidades, centros de pesquisa, órgãos públicos, maternidades, casas de parto, profissionais autônomas/os e usuárias.

Para Daphne Rattner, presidenta do evento e professora de Epidemiologia do Departamento de Saúde Coletiva da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília (DSC/FS/UnB), a conferência ainda objetiva favorecer as articulações entre ativistas, cientistas, profissionais de saúde do Brasil e do mundo, visando o fortalecimento do movimento nacional e internacionalmente. “É um evento onde o encontro presencial será valorizado. Temos laços estreitos com organismos e pessoas envolvidas na temática mundo a fora, a exemplo da Relacahupan – Rede Latino-Americana e do Caribe pela Humanização do Parto e Nascimento, fundada na Conferência de Fortaleza e que este ano, portanto, completa dezesseis anos de produtiva existência, e da IMBCO – InternationalMotherBabyChildbirthOrganization, que elaborou os ‘Dez passos para a otimização dos Serviços de Maternidade’, conhecidos como os ‘Tensteps’ “, explica.

Além de focar nas experiências e realizações do Brasil, o espaço estará aberto às experiências que ocorrem em todas as partes do mundo, com a Mostra Internacional de Boas Práticas na Gestão e na atenção perinatal, trazendo práticas de humanização dos países nos quais estão incorporadas como políticas públicas, como Brasil, México e Espanha, dentre tantos outros. As inscrições para trabalhos científicos estão encerradas, mas ainda é possível participar como ouvinte. As inscrições encontram-se na segunda faixa de valores, oferecendo descontos até 30 de outubro. Acesse a área de inscrições e participe do evento. 

 

Comments

comments

Deixe uma resposta