Celebração científica marca centenário de Frederico Simões Barbosa


Referência nos estudos epidemiológicos sobre endemias infecto-parasitárias e um dos pioneiros da luta da Saúde Coletiva, Frederico Simões Barbosa, que neste 2016 completaria cem anos, terá sua trajetória científica e política celebrada pelo Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqGM/Fiocruz). As atividades serão nos dias 1º e 02 de setembro, no auditório do instituto, no Recife (PE).

Nascido em Pernambuco em 1916,  Frederico Simões Barbosa era filho e neto de médicos, o que o influenciou a decidir-se cedo pela área, formando-se em 1938. Interessou-se pela história da Saúde Pública e pelo método epidemiológico, levando-o a seguir os estudos, doutorar-se em 1942 e ser convidado pelo Institute of American Affairs a pesquisar na Johns Hopkins University, nos Estados Unidos, em 1946. Foi professor titular de quatro instituições federais e em todas elas exerceu funções de liderança, como no Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães, do qual foi primeiro diretor, na Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília e na Escola Nacional de Saúde Pública e na Universidade Federal de Pernambuco. Foi também responsável pelos programas de esquistossomose da Organização Mundial da Saúde (OMS), coordenando os trabalhos na sede, em Genebra, na Suíça, e um profícuo editor científico, tendo fundado a revista Cadernos da Saúde Pública (CSP).

A programação do centenário reflete a dimensão da trajetória de Simões Barbosa. Paulo Roberto Elian, diretor da Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz), fará a conferência de abertura, seguida de dois painéis que vão destacar a ligação do homenageado à Medicina Tropical e à Saúde Pública. As atividades serão coordenadas, respectivamente, pelos pesquisadores Carlos Morel e Paulo Gadelha, também presidente da Fiocruz e ex-presidente da Abrasco. Haverá também o lançamento do documentário Ciência e Compromisso Social, com produção e direção de Silvia Santos, jornalista da Fiocruz Pernambuco, e a abertura da exposição Frederico Simões Barbosa: da Medicina Tropical à Saúde Pública. Completando, distribuição de suplemento especial dos CSP com textos de colegas de trabalho e depoimentos de ex-alunos. Acesse aqui mais detalhes da programação.

+ Leia Uma conversa com Frederico Simões Barbosa, entrevista a Carlos Coimbra publicada pela CSP
+ 35 anos da Abrasco: Presidentes da Abrasco apontam perspectivas para os próximos anos da Associação
+ 35 anos da Abrasco: Os braços e os corações que movimentam a Abrasco

 

 

Comments

comments

Deixe uma resposta