2º EPISEMINÁRIO Inferência causal em Epidemiologia, no Rio de Janeiro


Nesta segunda-feira, 14 de abril, acontece o 2º EpiSeminário ‘Inferência casual em Epidemiologia, no Salão Internacional da ENSP/Fiocruz-RJ, de 13h00 às 17h00. Confira a programação:

– Introdução à Inferência Causal
Ronir Raggio Luiz (UFRJ)

Possui graduação em Estatística pela UERJ (1987), mestrado em Estatística pela UFRJ (1996) e doutorado pela COPPE-Biomédica/UFRJ (2002). Atualmente é Professor Associado de Bioestatística atuando em 4 programas de pós-graduação stricto-sensu da UFRJ, sendo 2 como Professor Permanente (Saúde Coletiva, M/D, nível 5; e Clínica Médica, M/D, nível 7) e 2 como Professor Colaborador (Odontologia, M/D, nível 5; Doenças Infecciosas e Parasitárias, M/D, nível 6). Tem experiência na área de Bioestatística, atuando principalmente nos seguintes temas: Métodos estatísticos e epidemiológicos em saúde; Inferência causal; e Mensuração em saúde.

– Uso de Gráficos Acíclicos Direcionados (DAG) em Epidemiologia

Guilherme Werneck (UFRJ/UERJ)

Possui graduação em Medicina pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1985), mestrado em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1992) e doutorado em Saúde Pública e Epidemiologia pela Harvard School of Public Health (2000). Atualmente encontra-se em estágio de pós-doutorado no Department of Global Health and Population / Harvard School of Public Health. É professor adjunto do Departamento de Epidemiologia do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e do Instituto de Estudos de Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio de Janeiro, tendo em ambos exercido a função de coordenador dos respectivos Programas de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Entre 2007 e 2010 exerceu suas atividades de ensino e pesquisa como pesquisador visitante no Departamento de Endemias Samuel Pessoa da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca – Fiocruz. É membro do “WHO Expert Advisory Panel on Parasitic Diseases (Leishmaniasis)” e compõe a comissão da Avaliação Trienal dos Programas de Pós-Graduação stricto sensu pertencentes à Área de Saúde Coletiva (CAPES). Desenvolve suas atividades no campo da Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia, e suas linhas de pesquisa versam principalmente sobre os seguintes temas: epidemiologia das doenças infecciosas, métodos epidemiológicos, epidemiologia e controle da leishmaniose visceral, análise de dados espaciais, bioestatística, avalia;áo da validade e confiabilidade de instrumentso de aferição, epidemiologia das violências.

– Inferência Causal em Estudos Seccionais

Michael Reichenheim (UERJ)

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1979), mestrado em Saúde Materno Infantil – University of London (1984), e doutorado em Saúde Pública – University of London (1988). Fez pós-doutorado em bioestatística no Institute of Public Health, University of Cambridge. Atualmente é Professor Adjunto do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e atua como Editor Associado dos periódicos científicos Cadernos de Saúde Pública e Paediatric and Perinatal Epidemiology. Com trajetória de pesquisa na área de Epidemiologia da Saúde Materno-Infantil, há alguns anos vem focalizando a Epidemiologia da Violência Familiar (VF), não só aquela envolvendo crianças e mulheres (grávidas), mas também idosos. O Programa de Investigação Epidemiológica em Violência Familiar (PIEVF) do qual o pesquisador faz parte tem enfocado a busca de conhecimento sobre magnitude da VF em nível populacional; VF no âmbito dos serviços de saúde e conseqüências deletérias da VF à saúde. Especial atenção tem sido dada ao desenvolvimento metodológico conexo, especialmente em relação aos processos (modelos) de adaptação transcultural de instrumentos de aferição (incluindo desenvolvimento de softwares, material instrucional em meio impresso e digital, etc.).

– Inferência Causal em Doenças Infecciosas

Claudio Struchiner (FIOCRUZ/UERJ)

Possui graduação em Medicna pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1976), mestrado em Matemática pela Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (1980) e doutorado em Dinamica Populacinal de Doenças Infecciosas – Harvard University (1988). Atualmente é professor adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e pesquisador titular da Fundação Oswaldo Cruz. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Epidemiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação de eficácia vacinal, desenvolvimento de métodos epidemiológicos para o estudo das doenças infecciosas, desenvolvimento de modelos quantitativos para a descrição da dinâmica de transmissão de agentes infecciosos.

Após o Seminário haverá debate e perspectivas futuras.

Comments

comments

Deixe uma resposta