Divulgada Declaração do 1º Encontro Internacional de Ecologia de Saberes – Construindo o Dossiê Latino-americano sobre os Agrotóxicos na vida, na saúde, no trabalho e no meio ambiente


Já está disponível a Declaração do 1º Encontro Internacional de Ecologia de Saberes – Construindo o Dossiê Latino-americano sobre os Agrotóxicos na vida, na saúde, no trabalho e no meio ambiente, resultado da 1ª Conferência Internacional sobre Ecologia do Conhecimento realizada no Ceará , de 22 a 25 de outubro de 2013. Com a participação de dez países da América do Sul, de pessoas pertencentes a movimentos sociais, universidades e instituições públicas, a Conferência teve o objetivo de iniciar o processo de desenvolvimento de um Dossiê Latino sobre os impactos dos pesticidas.

 

Segundo o documento, o atual modelo capitalista de desenvolvimento com foco na articulação capital financeira, industrial e comercial, com uma forte predominância do primeiro, tem acentuado as desigualdades sociais, com significativa degradação dos modos de vida das populações latino-americanas. O modelo exige que os países do Sul Global produzam commodities minerais e agrícolas de baixo valor agregado, para o fornecimento de bens para os países centrais. Para isso, a agricultura industrializada, as grandes fazendas produtoras de monoculturas com dependência do petróleo, o uso extenso e intensivo de fertilizantes químicos, de agrotóxicos e da incorporação de transgênicos fazem da agricultura um instrumento de desenvolvimento, não para a produção de alimentos para população, mas para a produção de bens para a acumulação de capital por grandes empresas e corporações transnacionais. Assim, a utilização de pesticidas tem como função principal função ser um biocida, ou seja, um exterminador de certos tipos de vida que garantem uma única forma de produção em detrimento da sociobiodiversidade.

 

 
CONFIRA A DECLARAÇÃO

Comments

comments

Deixe uma resposta