Diretores das unidades da Fiocruz são empossados em sessão comemorativa


Os novos gestores das 16 unidades que compõem a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) tomaram posse em cerimônia coletiva realizada no campus de Manguinhos, no Rio de Janeiro, na tarde desta quinta-feira, 23 de maio. A cerimônia solene foi uma das atividades de celebração dos 113 anos da Fundação.

 

Presidida pelo presidente da instituição, doutor Paulo Gadelha,  a posse conjunta aconteceu dentro da Tenda da Ciência e reuniu membros da comunidade científica nacional e local e vários funcionários e colaboradores da Fundação. A Associação Brasileira de Saúde Coletiva – ABRASCO – foi representada pelo seu secretário-executivo Carlos dos Santos Silva.

 

Após a abertura, o doutor  Mittermayer Galvão, gestor da Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz – (Fiocruz Bahia) fez um discurso representando os dirigentes que encerraram seus mandatos. Ao lembrar algumas das atividades realizadas pelas gestões, destacou a orientação seguida por seus pares, que buscaram operar as ações de suas unidades em maneira conjuntas com as comunidades atendidas pelos diversos projetos da Fundação.

Falou pelo novo corpo diretivo o doutor Carlos Maciel, reconduzido à direção do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF). Maciel ressaltou a pauta da ética, central para as atividades de ensino, pesquisa, extensão e demais atividades da Fundação e também para a afirmação do controle social da saúde e em prol de um sistema de saúde verdadeiramente unificado. “Tanto os novos diretores como os que foram reemposados irão compor o Conselho Deliberativo de nossa Fundação para definir os rumos científicos e estratégicos da sociedade brasileira, tão importante para o avanço nas melhorias de nossa realidade social”.

 

O presidente da Fiocruz, doutor Paulo Gadelha encerrou a cerimônia relembrando os debates do 1º Congresso da Fundação, realizado na década de 1980, momento em que a sociedade brasileira retomava sua participação política. “Decidimos por um Conselho Deliberativo e não como era até então, apenas técnico-administrativo, por acreditarmos na nossa capacidade de decisão dos rumos da instituição, tanto no cenário nacional quanto internacional”.

 

Ao comentar os desafios da nova gestão para os próximos quatro anos, Gadelha reforçou a importância e o aprofundamento da visão de projeto de nação e de Estado inerente à Instituição, que amplia cada vez mais estes princípios com o desenvolvimento de unidades em diversos estados brasileiros. “Nosso projeto é construído de maneira coletiva, pela diversidade de áreas de atuação e regiões, o que torna a Fiocruz uma instituição diferenciada no cenário mundial da saúde”, afirmou o presidente, que também comentou o convite feito à Fundação pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em ser um dos centros de colaboração para pensar políticas e ações globais em diálogo com demais países do hemisfério Sul.

 

Ao final, os 16 diretores foram anunciados, saudados pela mesa da solenidade e aplaudidos pelos presentes.

 

Confira os nomes dos diregentes de cada uma das 16 unidades:

 

Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos) – Artur Roberto Couto
Centro de Criação de Animais de Laboratório (Cecal) – Carla de Freitas Campos
Casa de Oswaldo Cruz (COC)- Paulo Elian
Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp) – Hermano Castro
Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV) – Paulo César Castro Ribeiro
Instituto de Tecnologia em Fármacos (Farmanguinhos) – Hayne Felipe da Silva
Instituto Leônidas e Maria Deane – (ILMD/Fiocruz Amazônia) – Sérgio Luiz Bessa Luz
Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz – (CPqGM/Fiocruz Bahia) – Manoel Barral-Netto
Centro de Pesquisa René Rachou (CPqRR/Fiocruz Minas) – Zélia Profeta
Instituto Carlos Chagas (ICC/Fiocruz Paraná) – Samuel Goldenberg
Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães (CPqAM/Fiocruz Pernambuco) – Sinval Pinto Brandão Filho
Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict) – Umberto Trigueiros
Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira (IFF) – Carlos Maciel
Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS)- Eduardo Leal
Instituto Oswaldo Cruz (IOC) – Wilson Savino
Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (Ipec) – Alejandro Hasslocher

 

Por Bruno Dias

Comments

comments

Deixe uma resposta