Literatura: ciência e saúde no bolso


A Editora Fiocruz, braço de publicações da Fundação Oswaldo Cruz, eleita a melhor do mundo em saúde pública pela World Federation of Public Health Associations (WFPHA), lança sua coleção de livros de bolso, com obras sobre ciência e saúde em linguagem e preço mais acessível. Entre os cinco primeiros títulos a serem autografados no Congresso Mundial de Saúde Pública, está “Aids na Terceira Década”, de Francisco Inácio Bastos, pesquisador da Fiocruz, obra que faz um apanhado dos 20 anos da epidemia.

“Temas em Saúde” é uma coleção há muito ensejada pela editora e estamos orgulhosos de colocá-la nas ruas após os Congressos”, festeja João Canossa, editor-executivo da Editora Fiocruz. “Nosso objetivo é ampliar o público destas obras para além da academia, democratizando conteúdos que, unidos à feliz experiência do livro de bolso comprovada em outras áreas, vão proporcionar o diálogo entre novos leitores e pesquisadores”.

Além de “Aids na Terceira Década”, a coleção Temas em Saúde tem mais quatro títulos no prelo: “Obesidade e Saúde Pública”, de Luiz Antonio dos Anjos, “Violência e Saúde”, de Maria Cecília de Souza Minayo, “Educação Profissional em Saúde”, de Isabel Brasil Pereira e Marise Nogueira Ramos e, “Saúde, Ambiente e Sustentabilidade”, de Carlos Machado de Freitas e Marcelo Firpo Porto. Em média, cada livro custa R$ 15,00 e tem 100 páginas.

Novos títulos, Nova Fase

Além da coleção Temas em Saúde, a Editora Fiocruz está lançando 27 títulos novos, com um leque bastante variado de assuntos. “Quero destacar o relançamento do clássico Tabu da Morte, Tabu do Corpo, de José Carlos Rodrigues, que traz uma  visão antropológica sobre os tabus que cercam os respectivos temas, que estava há muito esgotado”, diz Canossa. E o que este livro tem de saúde, podem perguntar os incautos? “Tudo”, responde Canossa. “A saúde é multi, trans, interdisciplinar”, explica, traduzindo o conceito contemporâneo e holístico que rege a Editora Fiocruz nesta nova fase – que marca também lançamentos de títulos em espanhol, em sintonia com o reconhecimento do trabalho da Fiocruz pela WFPHA e com a necessidade de internacionalização de seu conhecimento.

“Pretendemos estender cursos de educação à distância para países de língua hispânica, por isso a iniciativa de publicar livros bem sucedidos e outros trabalhos em espanhol”, conta  Canossa. O primeiro título é “Analisis Estratégico en Salud y Gestión a través de la Escucha”, de Francisco Javier Uribe Rivera. “O livro narra a experiência pioneira de uma gestão de saúde pública pensada e articulada a partir da ouvidoria de seus usuários”, adianta.

Comments

comments

Deixe uma resposta