ABIFINA promove V Seminário sobre Inovação e Desenvolvimento


O Seminário sobre Inovação e Desenvolvimento terá sua quinta edição no dia 25 de novembro de 2014, no Rio de Janeiro. Organizado pela ABIFINA, o objetivo este ano será debater o papel do Estado no processo de desenvolvimento por meio de inovações. O evento terá sessão de abertura e duas sessões técnicas.

Serão abordados os aspectos econômicos, fundamentos e justificativas para o incentivo estatal à inovação. Além disso, será discutida a importância de estruturas operacionais que contemplem a participação colaborativa do Estado e da empresa privada no processo de desenvolvimento inovador com foco na saúde. O Seminário conta com patrocínio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Na vigência do governo recém-eleito, a pauta reivindicatória da indústria está para ser ajustada. A realização do V SIPID é um momento privilegiado para debater essa pauta, em particular no que toca o papel do Estado e do mercado nas políticas de desenvolvimento e inovação para os setores farmoquímico, farmacêutico e biotecnológico.

O prazo de inscrição termina no dia 17 de novembro, acesse este link para realizar sua inscrição. O Seminário acontecerá ao longo de todo o dia 25 de novembro, na sede da FIRJAN – Federação das Industrias do Estado do Rio de Janeiro, na Av. Graça Aranha nº 1 – 3º andar, Centro, Rio de Janeiro – RJ.

 

Confira a programação:

MESA DE ABERTURA: Presidente da ABIFINA, Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação; Ministro da Saúde; Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior; Ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Presidente do BNDES; Presidente da FarmaBrasil e ainda o Presidente da Firjan.

PALESTRA DE ABERTURA: Marcio Pochmann, Instituto de Economia/Unicamp. Tema: Estado, Desenvolvimento e Inovação.

1ª MESA REDONDA (de 13h30 às 15h00)

Coordenadora da mesa: Ana Célia Castro, Instituto de Economia/UFRJ
Palestrantes:
Ronaldo Fiani, Instituto de Economia/UFRJ. Tema: Os sistemas híbridos de inovação, com enfoque na importância da coordenação entre os diversos atores.

Ignacio José Godinho Delgado, INCT-PPED. Tema: Oportunidades e obstáculos ao desenvolvimento brasileiro via inovações e a adequação do papel do Estado no processo, seja como agente ativo seja como regulador.

Nelson Marconi, FGV-EESP. Tema: A questão da desindustrialização como obstáculo ao processo de desenvolvimento via inovações.

Carlos Octávio Ocké – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Tema: O processo produtivo na economia brasileira baseado na
inovação continuada.

2ª MESA REDONDA (de 15h30 às 17h00)

Coordenador da mesa: Carlos Morel, CDTS/Fiocruz
Palestrantes:
Lia Hasenclever, Instituto de Economia/UFRJ. Tema: A questão da Propriedade Intelectual – patentes e dados proprietários – como barreiras a disseminação tecnológica.

Carlos Gadelha, SCTIE/MS. Tema: Perspectivas da Política de Desenvolvimento Produtivo e de Inovação em Saúde.

Pedro Palmeira, BNDES. Tema: O problema dos princípios ativos e seus precursores como o elo fraco na cadeia de produção químico farmacêutica no Brasil.

Reinaldo Guimarães, ABIFINA. Tema: O Complexo Industrial da Saúde e o acesso a medicamentos.

Comments

comments

Deixe uma resposta