Abrasco entra no debate sobre a volta às aulas

Protesto contra a volta às aulas em São Paulo. Foto: Filipe Araújo

Matéria do Portal Brasil 61 destaca repasse de recursos do Ministério da Saúde (R$454 milhões) para as escolas públicas brasileiras, com o objetivo de adquirir materiais e insumos para a prevenção da transmissão da Covid-19. Guilherme Werneck, vice-presidente da Abrasco, foi um dos entrevistados e pontuou que, apesar de necessária, a ação precisa vir acompanhada de outras iniciativas na volta às aulas presenciais.

“Esses são recursos importantes que vão ajudar as escolas a se organizarem nos municípios, mas obviamente é muito mais complexo e que vai envolver, principalmente, o controle da infecção naquela comunidade. E é importante salientar isso, é uma boa iniciativa, mas não resolve o problema, apenas cria condições para quando as escolas e os municípios retornarem”, observou Werneck. O repasse é parceria dos Ministério da Saúde e da Educação, por meio do programa Saúde na Escola.

Em artigo publicado no jornal Folha de S. Paulo, em conjunto com Arthur Aguillar, em julho, o professor da UERJ destacou a importância do rastreamento de casos e contactantes. “Em sintonia com o Sistema Único de Saúde, em particular com as ações de atenção básica e Estratégia Saúde da Família no território, uma estratégia ampliada de testagem e rastreamento de casos e contatos vai se apresentando como uma alternativa cada vez mais necessária para que uma eventual flexibilização das regras de distanciamento físico seja paulatinamente implementada de forma racional e segura”.

Comments

comments

Deixe uma resposta