Plenária sobre o diálogo da Saúde com todas as políticas públicas


5 de setembro de 2013 – Por Flaviano Quaresma

 

Encerrando o primeiro dia de atividades da 1ª Conferência Regional sobre DSS (CRDSS) do Nordeste, a plenária Saúde em todas as políticas discutiu o posicionamento do Brasil à frente do cenário mundial  e o envolvimento brasileiro no debate. Participaram das atividades a diretora de Análise em Situação de Saúde do Ministério da Saúde, Deborah Malta, e a diretora do Núcleo de Saúde Pública da UFPE, Ronice Franco Sá. A coordenação foi do vice-presidente de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde (VAAPS) da Fiocruz, Valcler Rangel.


A articulação da agenda nacional com a internacional foi sugerida como uma estratégia de fortalecer as ações de enfrentamento.  Como afirmou Rocine Franco Sá, “a ideia não é que a saúde influencie todas as políticas, mas que ela dialogue com elas”. Para isso, é preciso reconhecer os desafios no enfrentamento das iniquidades, da criação de mecanismos, compromissos e do diálogo da saúde com a economia e com a ideia de desenvolvimento sustentável. “Essa é uma agenda que está sendo trabalhada no mundo inteiro e que está sendo discutida pela OMS e pelas organizações regionais de saúde. Estamos chegando à conclusão clara de que você não faz saúde, não vive bem ou não tem bem estar se não articular a área às demais políticas. Se ficarmos concentrados no setor Saúde, não conseguimos ver o que as outras políticas estão impactando na vida das pessoas e, de certa forma, não conseguimos ouvir os gritos das ruas”, ressaltou Ronice.

Comments

comments