Campanha Contra os Agrotóxicos e Pela Vida relembra as lutas travadas em 2020


Ontem, 3 de dezembro, foi o Dia Mundial de Luta contra os Agrotóxicos. A Campanha Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, que a Abrasco integra, organizou um balanço com todas as ações realizadas em 2020: “Menos saúde, mais veneno: em 2020 com porteiras abertas para agrotóxicos”. De fevereiro a novembro deste ano, o governo Bolsonaro autorizou o registro de 406 agrotóxicos. Leia, abaixo, trechos do documento:

Vivemos em um contexto de estímulo à produção e à comercialização de agrotóxicos onde os danos para os brasileiros são os mais graves possíveis. O contato direto com agrotóxicos foi apontado como razão da morte de 700 pessoas por ano na última década, segundo informações do DataSUS. De 2008 a 2017 a soma de óbitos por exposição a agrotóxicos chegou a 7.267 pessoas. Ainda conforme o Ministério da Saúde, só no ano de 2017 cerca de 14 mil pessoas foram intoxicadas, sem contar as subnotificações.

Leia o balanço completo.

Os impactos à biodiversidade e a saúde humana têm sido negligenciados, e a contaminação dos recursos ambientais passa a ser uma realidade que ameaça a qualidade de vida das presentes e futuras gerações em prol do desenvolvimento econômico prioritário de culturas cultivadas em larga escala destinadas prioritariamente à exportação.

Comments

comments

Deixe uma resposta