Bibliografia especializada no vírus Zika


A Coordenação-Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em Serviços da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde segue selecionando e sistematizando a produção científica sobre o vírus Zika em bibliografia. Os dados são provenientes de bases da área da saúde e são organizadas de acordo com a atinência dos documentos.

Confira as atualizações que acontecem semanalmente, todas as sextas-feiras, aqui neste link.

O Brasil registrou 138.108 casos prováveis do vírus da zika em 2016 – a taxa de incidência no país é de 67,6 casos para cada 100 mil habitantes. Destes, 49.821 foram confirmados, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde no dia 17 de maio. Os números foram contabilizados até o dia 7 de maio, 18ª semana epidemiológica.

A febre do Zika Vírus é uma doença viral aguda, transmitida principalmente por mosquitos, tais como Aedes aegypti, caracterizada por exantema maculopapular pruriginoso, febre intermitente, hiperemia conjuntival não purulenta e sem prurido, artralgia, mialgia e dor de cabeça. Apresenta evolução benigna e os sintomas geralmente desaparecem espontaneamente após 3-7 dias.

 

 

 

 

Comments

comments