Presidente da Abrasco fala sobre a mudança no comando do Ministério da Saúde

Gulnar Azevedo e Silva. Foto Sergio Amzalak / Abrasco.

Em entrevista para o programa Faixa Livre, da Rádio Bandeirantes nesta terça-feira (16), Gulnar Azevedo e Silva, presidente da Abrasco e professora do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS/Uerj), falou sobre as estratégias de enfrentamento da Covid-19 pelo governo brasileiro. 

“É importante que o governo federal se articule, aumente o financiamento para que estados e municípios tenham recursos suficientes para lidar com a crise”. Para a abrasquiana, se não houver uma mudança de rumo total no enfrentanento à pandemia por parte do governo federal o Brasil nao sairá desta crise e vai se confirmar como ameaça global.

Na conversa com os radialistas, Gulnar abordou temas como a saída do general Eduardo Pazuello do comando do Ministério da Saúde, a situação da pandemia no país, a atuação dos governadores para tentar minimizar o caos e a autorização de uso no Brasil do primeiro medicamento para tratamento da Covid-19, o Remdesivir.

“Quem assume o Ministério da Saúde hoje, em meio a esta crise enorme que o Brasil está sofrendo, tem que ser uma pessoa com muita competência, capacidade de liderança, com muita sensibilidade para entender a situação que vivemos e que seja capaz de responder à altura com medidas que possam cuidar da vacinação, das medidas preventivas, do que é necessário fazer em termos de restrição de circulação e assistência aos pacientes.”, disse Gulnar.

O programa pode ser ouvido na íntegra pelo Player abaixo ou acessando o site

Comments

comments

Deixe uma resposta