Nota Abrasco em defesa da FAPESP

A Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco – vem a público manifestar seu repúdio à diminuição do orçamento destinado à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP -, conforme a Lei Orçamentária do Estado de 2017, aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador Geraldo Alckmin.

Desde 1989, a Constituição Estadual estabelece o repasse de 1% da receita tributária do Estado para a FAPESP, entidade de relevante papel histórico no fomento à pesquisa científica e tecnológica do País.

A diminuição dos repasses à FAPESP para 0,89% da arrecadação de São Paulo terá consequências drásticas para a comunidade acadêmica, o que vem somar-se à diminuição e contingenciamento de verbas para Ciência e Tecnologia nos orçamentos federal e estaduais, colocando em risco o futuro da pesquisa e da inovação no país.

Pela recomposição do orçamento da FAPESP!

Em cumprimento da lei que destina 1% da receita tributária do Estado de São Paulo à FAPESP!

Em defesa da ciência pública no Brasil!

Associação Brasileira de Saúde Coletiva – Abrasco

18 de janeiro de 2017

Comments

comments