A Abrasco abraça a Uerj


A Associação Brasileira da Saúde Coletiva – Abrasco -, representando seus associados pesquisadores, docentes, pós-graduandos, profissionais e estudantes de saúde publica de todo o país, vem a público manifestar seu total apoio aos dirigentes, professores, servidores técnico-administrativos e estudantes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), que enfrentam neste momento uma situação especialmente dramática, e exigir das diversas esferas de governo que assumam suas responsabilidades com o pleno funcionamento dessa Universidade.

Ao longo de seis décadas de existência, a Uerj cresceu e firmou-se como patrimônio científico e cultural do Estado do Rio de Janeiro e como uma das principais universidades brasileiras. A qualidade e relevância de sua atuação em ensino, pesquisa, extensão e assistência, bem como seu compromisso com a inclusão social, têm sido reconhecidas em sucessivas avaliações nacionais e internacionais.

Cabe recordar também que a Uerj teve um papel fundamental na Assembleia Nacional Constituinte de 1988, integrando a Frente de Reforma Sanitária Brasileira, sendo sua conquista mais importante a criação do Sistema Único de Saúde – SUS – e tendo seus quadros na defesa de um Estado de Direito e do princípio de que a saúde é um direito humano de todos os brasileiros.

A Abrasco lutará juntos com a Uerj na missão de resistir aos sucessivos ataques aviltantes sobre sua população ativa, que vincula cerca de 41.500 pessoas, sendo quase 31.100 alunos, 2.245 docentes e 4.096 servidores técnicos-administrativos distribuídos em sete campi, os quais vem enfrentando prolongadamente condições indignas de estudo, trabalho e sobrevivência, tendo em vista a falta de pagamento regular dos salários aos servidores docentes e técnico-administrativos ativos e inativos, das bolsas estudantis, assim como o repasse ínfimo de verbas de custeio da Universidade.

Nesse sentido, exigimos das diversas esferas de governo que assumam suas responsabilidades com o pleno funcionamento dessa Universidade. A profunda crise atual não tem precedentes. Permitir o fechamento da Uerj é desprezar o futuro de nosso estado e de nosso país. Somos solidários e lutaremos juntos à Uerj

Comments

comments