Nota de Repúdio e Esclarecimento sobre o desmonte e extinção de PPGs da Unisinos

Em consonância à nota da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SPBC) e do Fórum das Ciências Humanas, Sociais, Sociais Aplicadas, Letras, Linguística e Artes (FCHSSALLA), ratificada por mais 32 entidades, o Fórum de Coordenadores dos Cursos de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Abrasco e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) vêm a público manifestar sua preocupação com o cenário de desmonte e extinção de programas de pós-graduação protagonizado recentemente pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

Embora não seja um dos programas postos de imediato em descontinuidade, o Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Unisinos (PPGSC Unisinos) teve seu edital de seleção para turma regular de doutorado recolhido pela reitoria da Universidade, o qual oferecia, inclusive, bolsas de estudos da CAPES. Tal atitude sinaliza a possibilidade de extinção e ameaça a continuidade das pesquisas e do impacto social do Programa nas políticas públicas e atenção à saúde da região. Vale ressaltar que o PPGSC Unisinos tem nota 5 na avaliação da CAPES, o que denota qualificação de excelência nacional.

A situação de instabilidade do PPG de Saúde Coletiva da Unisinos representa mais um revés na busca por qualificar recursos humanos e promover o desenvolvimento científico em defesa do Sistema Único de Saúde. Espera-se que os valores democráticos e humanitários pautem os esforços institucionais para preservar as conquistas da comunidade acadêmica na área da Saúde Coletiva, assim como o patrimônio intelectual e imaterial do Programa, expressando o zelo pelo investimento público realizado por meio de bolsas, fomentos à pesquisa e renúncias fiscais ao longo dos anos.

O Fórum de Coordenadores dos Cursos de Pós-Graduação em Saúde Coletiva e a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco) se solidarizam com todos os/as pesquisadores/as, alunos/as e funcionários/as da Unisinos que foram afetados e acompanham com atenção os movimentos que asfixiam a Pós-Graduação na área da Saúde Coletiva em universidades públicas e comunitárias sob o pretexto da sustentabilidade financeira e do alinhamento ao mercado.

Rio de Janeiro, 9 de agosto de 2022

Fórum de Coordenadores dos Cursos de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Abrasco
Abrasco
Associação Brasileira de Saúde Coletiva

Comments

comments

Deixe um comentário