Paulo Buss receberá o prêmio Abraham Horvitz


 

O ex secretário executivo da ABRASCO e atual diretor do Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris/Fiocruz), Paulo Buss, receberá no próximo dia 17, o Prêmio Abraham Horwitz pela Excelência na Liderança em Saúde Pública das Américas 2012 – que visa a honrar líderes da saúde pública cuja criatividade, compromisso e contribuições para a saúde pública estimulam melhorias a nível regional nas Américas. O prêmio será entregue na abertura da Conferência Pan-Americana da Saúde, em Washington, nos Estados Unidos. 
 
Buss foi comunicado em carta oficial assinada pela ministra da Saúde de El Salvador, Maíra Isabel Rodríguez: “Paulo Buss exerceu liderança no exercício da Saúde Pública nas áreas de educação, de desenvolvimento científico e tecnológico, ele tem sido capaz de estender a sua ação à cena internacional com a cooperação Sul-Sul, que visa ao desenvolvimento de sistemas de saúde em países em desenvolvimento, especialmente na América Latina e na África”.
 
Para Buss, além de representar um reconhecimento pessoal, o prêmio é, na verdade, a valorização do trabalho institucional da Fiocruz. “Isolado, ninguém faz nada. Faço parte de um coletivo que é a Fiocruz, que tem dado respostas brilhantes na cooperação internacional em saúde”, afirma. Ele lembra que a cooperação internacional é uma tradição na Fiocruz, e foi priorizada a partir do início da gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002, com uma presença muito forte da saúde na política externa.
 
“A Fiocruz respondeu a esta prioridade e passamos a trabalhar com o conceito de 'cooperação estruturante em saúde', que procura romper com a relação 'doador-recipiente' e a cooperação vertical baseada em 'projetos', por uma cooperação de 'parceiros' e procurando fortalecer o sistema de saúde como um todo e a formação de recursos humanos, mesmo quando atuando especificamente sobre um tema, sempre em concordância com o país ou instituição parceira”, conta. Ele é o sexto brasileiro homenageado desde 1978. Em 2011, o pediatra e especialista nas áreas de saúde global e controle de doenças tropicais negligenciadas, Peter Jay Hotez, dos Estados Unidos, recebeu o prêmio.
 
Paulo Marchiori Buss é médico pela Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e mestre em Medicina Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Tem residência médica em Pediatria e é especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria e em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública. É Membro Titular da Academia Nacional de Medicina do Brasil e Membro Honorário da Academia Portuguesa de Medicina e da Academia Nacional de Medicina da Argentina.
 
É Doutor Honoris Causa pela Universidade ISALUD, da Argentina, e pela Universidade Nova de Lisboa, de Portugal. Atualmente, representa o Brasil no Conselho de Saúde da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) e na Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). Recebeu da Presidência da República a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Médico (2010) e a Ordem de Rio Branco (2007), esta por relevantes serviços prestados à política externa.
 
 
PRÊMIO – Criado em 1975, reconhece a liderança que traz mudanças e promove melhores condições de saúde para os povos das Américas. Além do reconhecimento das realizações profissionais destes líderes, o prêmio também chama a atenção para as questões de saúde em todo o hemisfério, com o intuito de inspirar realizações contínuas a nível regional por profissionais da saúde.
 
O Prêmio Abraham Horwitz foi instituído em reconhecimento ao legado do doutor Abraham Horwitz, ex-diretor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas/OMS) e mais tarde, presidente da Fundação Pan Americana para a Saúde e Educação (PAHEF).  Este é um dos seis prêmios do Programa de Prêmios a Excelência na Saúde Pública Interamericana da OPAS e da PAHEF.
 

Comments

comments