Divulgação do Plano Nacional de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19

A partir do seu lançamento, realizado em 3 de julho, e entremeado com a apresentação aos secretários do Ministério da Saúde em 24 de julho, e com a audiência pública na Câmara dos Deputados, em 4 de agosto, o Plano Nacional de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19 – PEP-Covid19 – passou a ser debatido numa série de encontros virtuais, promovidos tanto por universidades como pelos conselhos de saúde das mais variadas esferas. Essa multiplicação de esforços demonstram a vitalidade do movimento social da saúde em dialogar com diferentes e espaços na perspectiva de fazer do conhecimento cientíco uma ferramenta de mobilização social e de valorização da vida – as perdas provocadas pela pandemia poderiam ser evitadas e não podem ser normalizadas. Confira abaixo algumas atividades com a participação de dirigentes da Abrasco:

Nos Conselhos

CES-RJ debate o PEP-Covid19 e adere à campanha contra as perdas bilionárias do SUS: Em 25 de agosto, o Conselho Estadual de Saúde do Rio de Janeiro (CES-RJ) lançou a campanha estadual ‘Você vai deixar o SUS perder mais de R$ 35 bilhões em 2021?’, iniciativa do Conselho Nacional de Saúde (CNS) contra o desfinanciamento do Sistema Único de Saúde e debateu a importância do financiamento para efetivação do Plano, tanto em curto como médio e longo prazos. Da Frente Pela Vida, participaram Gulnar Azevedo (Abrasco); Lucia Souto (Cebes) e Fernando Pigatto (CNS).

Catarinenses organizam jornade da mobilização do SUS local contra o Covid-19: Realizado em 21 de agosto, o Conselho das Secretarias Municipais de Santa Catarina (Cosems-SC) junto com o Conselho Estadual da Saúde do Estado (CES-SC) mobilizaram gestores, profissionais e usuários para articular ações conjuntas, tendo como instrumento de orientação o PEP-Covid19.


Gaúchos realizam live “Em defesa da Vida e do SUS”: Dias após o lançamento do Plano, o Conselho Municipal de Porto Alegre reuniu Francisca Valda (ABEn), Gulnar Azevedo (Abrasco) e Vinícius Ximenes (Rede Nacional de Médicas e Médicos Populares) em 7 de julho para debater ações para o enfrentamento à Covid-19.

Nas universidades

A pandemia em curso foi tema de uma das sessões do Brasil em Curso – Saúde e crise sanitária, atividade formativa da Pontíifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), promovida em 15 de setembro. Gulnar Azevedo abriu a sessão com uma leitura crítica do cenário da saúde, apresentando o PEP-Covid-19 como uma alternativa necessária e viável, em diálogo com Claudio Henriques Maierovich (Fiocruz BSB), Fernando Almeida e Marcio Fonseca (ambos PUC-SP).

Atividade conjunta do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Estadual de Feira de Santana (PPGSC/UEFS) e do Programa de Pós-Graduação em Saúde, Ambiente e Sociedade na Amazônia da Universidade Federal do Pará (PPGASA/UFPA), Luis Eugenio de Souza proferiu a palestra “Plano de Enfrentamento à Pandemia de Covid-19 na perspectiva da Saúde Coletiva”, em 11 de setembro.

Debate econômico: Instituto de Economia da Unicamp realizou em 9 de setembro o  painel on line “Os desafios do SUS e do Estado social brasileiro: presente e futuro”, no qual se debateu o papel desempenhado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no período da pandemia da Covid-19.  Gulnar Azevedo ressaltou o PEP-Covid19 como uma estratégia a ser adotada pelos gestores e sociedade, dialogando com Carlos-Ocké (IPEA e vice-presidente ABrES), Eduardo Fagnani (IE-Unicamp) e Grazielle David (IE-Unicamp e Cebes).

“Um Plano do SUS para o Brasil”: Esse foi o tema da sessão realizada pelo Centro de Pós-Graduação da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (CPG/FM/UFMG), realizado em 31 de agosto. Naomar de Almeida Filho, vice-presidente da Abrasco, apresentou o PNEP-Covid19, em diálogo com Fátima Marinho e Nereu Mansano, que coordenaram a criação da plataforma Conass Covid-19 – Informações para a Gestão.

Divulgação internacional: Luis Eugenio de Souza falou do cenário da pandemia no Brasil e da construção coletiva do PEP-Covid19 na Rimini Sessions 2020, atividade promovida pela Universitá Cattolica de Sacro Cuere, sediada na cidade de Rimini, Itália. A atividade reuniu também participantes da Alemanha e representantes da WFPHA.

Federal do Mato Grosso pensa a interdisciplinaridade do campo: Com o título “Contribuições da Saúde Coletiva no contexto da pandemia da Covid-19 e além”, Gulnar Azevedo e Silva dialogou com as docentes Ana Paula Muraro e Reni Barsaglini, do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da UFMT em 30 de julho.

Congresso da Unifesp abre sessão especial para o debate do PNEP-Covid-19: Realizada em 31 de julho, teve a participação de Tulio Franco (Rede Unida); Dirceu Grecco (SBB); Lúcia Souto (Cebes); Fernando Pigatto (CNS), e Gulnar Azevedo (Abrasco) e com a reitora da Universidade, Soraya Smaili, representando também a Andifes.

UFPB pensa gestão do SUS na emergência: Organizado pelo Núcleo de Estudos em Saúde Coletiva e pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal da Paraíba (PPPG-UFPB), o projeto “Encontros em Tempos de Pandemia recebeu a presidente da Abrasco em 28 de julho.

Em diálogo com os estudantes: Organizado pelo Centro Acadêmico Sir Alexander Flemming, do curso de Medicina da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (CASAF/Uerj), o I Simpósio pela Saúde Pública teve entre os convidados Naomar de Almeida Filho, que apresentou o Plano na palestra “Saúde coletiva no Brasil hoje: desafios e perspectivas durante a pandemia”, em 24 de julho.

Ciclo Favela Universidade pena vulnerabilidade: Dentro das atividades do Festival do Conheciumento da UFRJ, Gulnar Azevedo fez as pontes do PNEP-Covid-19 com o Plano de Ação Emergencial COVID-19 nas favelas e comunidades do Rio de Janeiro, na mesa Universidades e instituições de pesquisa na formulação de políticas públicas,em debate com Marcelo Burgos (PUC-RJ); Valcler Rangel (Fiocruz); Ligia Bahia (IESC/UFRJ e SBPC-RJ), a deputada estadual Renata Souza, e Richarlls Martins (NEPP-DH/UFRJ e REBRAPD), em 21 de julho:

Nos Movimentos Sociais

Fórum das Centrais Sindicais de trabalhadores e trabalhadoras encaminhou o apoio às iniciativas encampadas pela Frente Pela Vida, como a petição e o abaixo-assinado pela preservação do orçamento do SUS em 4 de setembro. Na mesma sessão, Naomar de Almeida Filho apresentou o Plano aos sindicalistas, que discutiram estratégias para fortalecê-lo e ajudar a implementá-lo, como traz a matéria do site SUS Conecta.

Plataforma de Comunicação dos usuários do SUS debate Plano: O Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (MORHAN) abriu espaço no seu trabalho de comunicação e pautou o PEP-Covid19 no lançamento do Jornal do Morhan 28, com live realizada em 25 de agosto.

Trabalhadores da Saúde pensam enfrentamento articulado: A Central Única dos Trabalhadores (CUT) promoveu o debate “Vida, Emprego e Democracia”, em 09 de julho, reunindo Gulnar Azevedo, Sergio Rezende, ex-ministro de Ciência e Tecnologia, Zélia Amador, professora da UFBA, e Ismael José, diretor-executivo da Central, e no qual o PEP-Covid19 esteve em debate.

O SUS em destaque num pool de entidades: Capitaneado pela Agência Servidores e promovido por um grande grupo de entidades, como ASFOC-SN, SindLegis, Anfip, e Fonacate, o projeto NOSSO SUS recebe o debate do Plano à luz dos debates do Sistema de Saúde no Congresso Nacional, em sessão realizada em 20 de agosto.

Na imprensa:

Telejornal Brasil TVT: Lúcia Souto, presidente do Cebes, participa da edição de 26 de julho, quando debateu as principais notícias da pandemia da semana e destacou ações do PNEP-Covid19.

TV 247: Maria Edna Bezerra, dirigente do Cebes e docente da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), e Maria Valéria Costa, ex-vice-reitora e também professora da UFAL, debateram o Plano em 07 de julho.

TV Le Monde Diplomatique: Silvio Caccia Bava recebeu as sanitaristas Lúcia Souto, presidente do Cebes, e Lígia Kerr, professora do DMC/UFC e da Comissão de Epidemiologia da Abrasco, para o debate “Como enfrentar a Covid-19?” em 14 de julho.


Brasil 61: Entidades entregam Plano Nacional de Enfrentamento à Covid-19 ao Ministério da Saúde

Correio do Povo: Cinco meses após seu primeiro caso de Covid-19, Porto Alegre atinge situação mais preocupante

Marco Zero: Desgovernado, Brasil atinge a marca de 100 mil mortos por coronavírus

Liderança do PT na Câmara: Plano Nacional de Enfrentamento à Covid-19 responde ao descaso de Bolsonaro no combate à pandemia, afirmam especialistas

Sintramico-RJ: Entidades lançam Plano Nacional de Enfrentamento à Covid-19

Rede Brasil Atual: Entidades lançam Plano Nacional de Enfrentamento à Covid-19

Correio Braziliense: Entidades lançam Plano Nacional de Enfrentamento à Covid-19

Departamento de Medicina Social da UFPel: Abrasco e demais entidades da Saúde lançam Plano Nacional de Enfrentamento à Covid-19

Comments

comments

Deixe uma resposta