Nova gestão do Conselho Nacional de Saúde toma posse e reelege Fernando Pigatto

Foto: Ascom CNS

Para um novo triênio, renovação da luta. A 73ª Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Saúde (CNS) deu posse aos conselheiros e conselheiras nacionais de saúde e realizou a eleição da sua mesa-diretora, que aclamou Fernando Pigatto para a reeleição à frente do Órgão do Controle Social. A cerimônia aconteceu de maneira híbrida, tendo os conselheiros reunidos em Brasília, e parte por transmissão, na tarde de quinta-feira, 16 de dezembro.

Rosana Onocko Campos, presidente da Abrasco, participou por vídeo e saudou o novo tempo na abertura da sessão. “Um grande parabéns ao SUS e ao Conselho Nacional de Saúde por eleger e incumbir por novo mandato o trabalho do nosso Presidente Fernando Zasso Pigatto para mais três anos de liderança, participação e acolhimento das demandas nacionais de defesa da vida e da saúde. Em nome da Abrasco, desejo manifestar todo apoio e satisfação por contar com essa parceria”.

A atividade concluiu assim a conformação da nova composição para o período de 2021 – 2024 do CNS. As eleições das entidades para os três segmentos foram realizadas em 11 de novembro. Neste ano, o CNS renovou aproximadamente 30% do seu quadro de conselheiros e conselheiras. A Abrasco foi eleita para primeira suplência, em composição com o Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes), como entidade titular, e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), na segunda suplência.

Heleno Rodrigues Corrêa Filho é o conselheiro suplente indicado pela Abrasco para compor o CNS. Presente na cerimônia, Heleno ressalta a importância dos movimentos da Reforma Sanitária estarem presentes e afinados em mais uma gestão do Controle Social. “Esse novo Conselho conta com gente engajada, tanto com gente nova como experiente e comprometida com o SUS. A garantia desse trabalho se dá com a reeleição de Pigatto como presidente, a continuidade desse projeto democrático e aguerrido. A pluralidade das representações, com entidades e representantes do movimento das mulheres, do povo negro, das pessoas com agravos e doenças raras, é uma garantia também da diversidade do SUS. É importante que essa mesa diretora tenha força para encarar tempos difíceis ainda presentes.”

Fernando Zasso Pigatto é conselheiro nacional desde 2014, representante da Confederação Nacional das Associações de Moradores (Conam). Foi eleito presidente do CNS em 2018 e agora, em 2021. Além da eleição de Pigatto, foram definidos os nomes da Mesa Diretora do órgão. São eles: Ana Lúcia Marçal Paduello (Associação Brasileira Superando o Lúpus, Doenças Reumáticas e Raras); Maria da Conceição Silva (União de Negros pela Igualdade – UNEGRO); Madalena Margarida da Silva Teixeira (Central Única dos Trabalhadores – CUT); Fernanda Lou Sans Magano ( Federação Nacional dos Psicólogos – Fenapsi); Francisca Valda da Silva (Associação Brasileira de Enfermagem – ABEn); Jurandi Frutuoso Silva (Conselho Nacional de Secretários de Saúde – CONASS) e Neilton Araújo de Oliveira (Ministério da Saúde). Clique e confira o resultado das eleições do CNS – triênio 2021 – 2024.


Comments

comments

Deixe um comentário