#ForaValencius vai varrer as redes sociais


Passados mais de um mês da nomeação do ex-diretor do maior manicômio que já esteve em funcionamento na América Latina para a Coordenação-Geral de Saúde Mental, Álcool e Drogas do Ministério da Saúde (CGMAD/MS), os movimentos da luta antimanicomial e demais movimentos sociais da saúde continuam fortes e determinados a mostrar à sociedade o desserviço; o atraso teórico-conceitual e até a ilegalidade que a imposição de Valencius Wurch Duarte Filho significa à política nacional de Saúde Mental. Para isso, uma campanha virtual tomará a internet a partir das 17 horas (horário de Brasília) com a hashtag #ForaValencius. Além do protesto em si, a campanha visa denunciar as situações de intimidação por que passaram os ocupantes do gabinete da CGMAD no Ministérios da Saúde, em Brasília.

A escolha de Duarte Filho à frente da coordenação representa o contrassenso a uma perspectiva histórica de atuação e de construção dos serviços de saúde no Brasil de, pelo menos, 30 anos. Desde o anúncio da decisão pelo ministro Marcelo Castro, profissionais da saúde mental, acadêmicos, trabalhadores, familiares e usuários tentam mostrar de todos os meios que um nome identificado com a Clínica Dr. Eiras de Paracambi, fechada pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro por maus tratos a seus internos em 2012, não poderia ser responsável por uma rede de atenção psicossocial instalada em todo o país e que trabalha em prol de conceitos como cuidado, afeto, inserção e desenvolvimento cultural e solidário. Por isso da decisão de profissionais de saúde e usuários em empreender a ocupação no gabinete e dos diversos protestos em curso desde o dia 14 de dezembro de 2015, com grande repercussão na mídia.

O movimento vem incomodando, tanto que os ocupantes relataram que no último dia 24, homens que se identificaram como “manutenção” tentaram forçar a entrada no gabinete, com frases agressivas e de intimidação. Os fatos já foram relatados e registrados aos órgãos competentes.

Proposto por Ivo Valente, professor de Psicologia, e por Sergio Moura, psicólogo administrador da página Luta Antimanicomial e encampado por entidades como a Associação Brasileira de Saúde Coletiva (Abrasco); Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme) e outras entidades que estão organizadas no Grupo de Alinhamento Político da Ocupação , o “Compartilhaço” de hoje soma-se a essa onda de atividades que, mais do que simplesmente questionar uma nomeação, afirmam a construção de uma visão de Saúde e de Direitos Humanos, no qual toda e qualquer pessoa deve ser respeitada como cidadã e que os portadores de transtornos mentais não sejam estigmatizados ou capturados por velhas, mas persistentes ideias de enclausuramento e de recolhimento social, marcas do manicômio que Valencius historicamente defende.

Acompanhe e divulgue!

Página Luta Antimanicomial

Ocupação Fora Valencius – contra o retorno da lógica manicomial

Núcleo Antimanicomial do Rio de Janeiro do Movimento Nacional da Luta Antimanicomial

#FORAVALENCIUS
‪#‎AMANHASERÁMAIOR‬
‪#‎RESISTENCIAVALENTE‬
‪#‎NÃOTÁVALENCIUS‬
#MANICÔMIOSNUNCAMAIS
‪#‎PORUMASOCIEDADESEMMANICOMIOS
‪#SAUDEMENTAL

Comments

comments

Um comentário sobre “#ForaValencius vai varrer as redes sociais

  1. O Ministro Marcelo Castro por ter demostrado sua incompetência frente a nossa solicitação fora Valencius e por desrespeitar a todos nós que até hoje estamos pedindo o afastamento do Coordenador Valencius. Causando danos intratáveis tanto mental quanto físico aos militantes,usuário da saúde mental, é que reafirmamos nosso apelo à Presidenta Dilma que exomere os dois…